Após polêmica com garotinha na Disney, MC Gui é acusado de ter destratado de criança com câncer: “Fez como se ela não existisse”

Após MC Gui ter sido acusado de praticar bullying com uma garotinha na Disney, o cantor está enfrentando uma nova acusação. Para o jornal “Extra”, a paulista Michelli Berbel revelou que Gui teria destratado de sua filhinha, Raiani, após convidá-la para um show.

O episódio aconteceu em 2014, quando Raiani tinha apenas quatro anos. A garotinha – que enfrentava um câncer – foi convidada pelo ídolo para conhecê-lo no show que ele faria em Lins, São Paulo. Entretanto, segundo a mãe, o carinho que ele demonstrou no palco passou longe de ter sido visto nos bastidores.

“Tomei chuva com Raiani e conseguimos chegar até uma das portarias, onde ficamos aguardando. Quando ele chegou, a levou para dentro, tirou foto com ela e sentou sem dar uma só palavra”, desabafou Michelli, acrescentando que elas não tinham nem o que comer. “Tentamos entrar no camarim, onde tinha uma mesa com frutas. A mãe dele nos barrou na porta, pediu para o deixarmos em paz. Ninguém olhava para nós. Ele ficou sentado e ela ali, tristinha, com fome.”

“Ele nem falou com ela. Ficou mexendo no celular, como se ela não existisse”, lamentou ela. Tudo teria mudado quando a apresentação começou e ela subiu ao palco no colo dele, no entanto. “Na hora do show, ele mostrou todo o carinho que não existia por trás da cortina. Apenas usou minha filha, que o amava”.

MC Gui com Raiani no show (Foto: Reprodução/Instagram)

Michelli disse que não se ofendeu na hora, mas depois conseguiu reparar, pelas fotos, a decepção no rostinho da filha, que faleceu três anos depois por conta da doença. “Estava tão feliz porque, para mim, era impossível realizar esse sonho dela. Achei que era coisa de artista, de rico. Não entendia que era maldade. No palco, só valeu a pena porque o público gritou o nome dela, mostrando que o amor existia ali”, relembrou.

Relembre o caso

No dia 21, MC Gui se envolveu em uma grande polêmica. O funkeiro foi parar nos assuntos mais comentados do dia, após publicar um vídeo controverso durante viagem à Disney em que filma uma garotinha que encontrou em um trem por lá.

Nas imagens, ele mostra a menininha fantasiada de “Boo”, de “Monstros S.A.”, que apresentava um semblante sério e parecia estar desconfortável com a situação, olhando para a câmera. “Chegamos na Disney, mano, olha isso”, contou ele aos seguidores. Ao fundo, era possível ouvir várias risadas da cena, e comentários como: “Olha a menininha” e “Para de dar risada”. Assista:

Entre os internautas, a situação foi interpretada como um deboche à aparência da menininha. Não demorou até que críticas pipocassem pelas redes sociais, em resposta ao post polêmico e à exposição da garota. “Não tem graça zombar de alguém só para sair de engraçadão da turma!”, opinou uma usuária. “Queria não ter visto um cara em pleno 2019 achar que zoar alguém pra não sei quantos milhões de seguidores é algo legal”, comentou outro.

No dia seguinte, ele usou as redes sociais para comentar o caso e pedir desculpas a todos que se ofenderam. “No vídeo, se ela realmente tivesse ficado constrangida eu iria na hora pedir desculpa, não teria postado nada. Não iria estar dando risada de algo que eu achei engraçado e a pessoa não”, lamentou.

Ele completou: “Claramente, eu estou aqui também pra pedir desculpa pras pessoas que interpretaram da forma errada, da forma que os sites de fofoca e portais de notícia divulgaram. Essa nunca foi minha intenção. Eu nunca na vida quero ter essa intenção de poder prejudicar alguém, principalmente a minha pessoa”.

MC Gui resolveu se pronunciar oficialmente pelas redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram)

Entretanto, ele sofreu as consequências de perto. Gui teve pelo menos quatro apresentações canceladas e um acordo rompido com uma loja de roupas masculinas. A empresa, que comercializava produtos da G Style, marca do funkeiro, decidiu acabar com essa parceria. “Informamos que a partir de hoje não venderemos mais a marca do Gui. Nós da Black Nine não compactuamos com qualquer tipo de preconceito, muito menos quando se trata de uma criança indefesa”, informou a marca em um comunicado oficial.

Desde então, ele está ausente das redes sociais. Segundo sua assessoria de imprensa, ele estaria tirando um tempo para refletir sobre seu erro. “Gui e sua família sempre estiveram à disposição da imprensa onde muitos colegas de profissão mantém contato direto com o cantor, mas nesse momento é hora deles se recolherem, tomarem providências internas e necessárias. Nada do que dissermos fará com que ‘apague’ e amenize’ o constrangimento causado na vítima. Precisamos aprender com o erro e fazer de todo esse episódio uma lição de respeito, humanidade e amor ao próximo na prática”, explicou.