Filho de Gugu Liberato toma decisão sobre presença do tio em sua casa; Família revela postura que desagradou

O clima segue tenso entre os parentes de Gugu Liberato… Nesta terça-feira (28), chegou ao conhecimento do público que a família do apresentador exigiu que o irmão da viúva Rose Miriam di Matteo deixe a casa que a médica mora com os filhos em Orlando, nos Estados Unidos. Mas, segundo a coluna da jornalista Monica Bergamo, o pedido foi feito especificamente por João Augusto, primogênito do comunicador.

O jovem de 18 anos não ficou nada satisfeito com a presença de Gianfracesco di Matteo na residência, principalmente com o fato dele ter se hospedado no quarto que era de Gugu. “A saída do irmão da Rose da casa da família em Orlando é um pedido do João, que falou também em nome das irmãs. Gianfrancesco se aboletou no quarto de Gugu e tomou conta da casa. Há 15 dias conseguiram que ele se mudasse para o quarto da Rose, mas os filhos continuam querendo que ele saia”, detalhou os representantes da família para Bergamo.

Mais cedo, a mesma coluna havia relatado que Aparecida Liberato, irmã do apresentador, contratou um escritório norte-americano para ajudá-los na disputa judicial. Na segunda-feira (27), os novos advogados dela enviaram uma ordem para Gianfrancesco di Matteo pedindo para que ele saia da residência em que está morando com a irmã e os sobrinhos.

Maria do Céu e os filhos, Amandio e Aparecida Liberato estão na disputa contra Rose Miriam de Matteo. (Foto: Amauri Nehn/Btazil News)

Di Matteo teria 15 dias para deixar o imóvel, que está no nome de uma das empresas de Gugu. O advogado que representa Rose na disputa judicial para ter sua união estável com Gugu reconhecida comentou o caso, indicando a medida que tomará como resposta. “A casa é o lar de Rose. E o irmão está lá para dar apoio a ela neste momento difícil. Diante desse fato, iremos pleitear o imediato afastamento de Cida Liberato como inventariante, por total conflito de interesses com a Rose e até demais herdeiros”, afirmou Nelson Willians.

Segundo a revista “Quem”, o advogado alegou que Aparecida Liberato “iniciou um processo de alienação parental com os filhos de Rose e retaliações das mais diversas. Dessa forma, a próxima a ser expulsa será a viúva Rose Miriam — que terá que sair da casa que Gugu comprou para ela e para os filhos”.

Entenda

Rose acionou a Justiça em dezembro, depois da morte de Liberato, pedindo reconhecimento de união estável com o apresentador. O relacionamento dos dois teria durado duas décadas; juntos, eles tiveram três filhos. Rose não chegou a ser casada oficialmente com Gugu e ele não a incluiu no testamento, feito em 2011.

Rose e Gugu com os três filhos: João Augusto, de 18 anos, Marina e Sofia, de 16 (Foto: Reprodução/Instagram)

Em sua defesa, a viúva afirmou que, além de companheira dele durante esses 20 anos, também era a representante legal de Sofia e Marina, as gêmeas e filhas de 16 anos que teve com o apresentador. Na petição, Rose afirmou que estava passando, com as meninas, por “dificuldades de toda natureza”, já que Gugu, como “provedor”, sempre se responsabilizou por tudo.

A médica ainda explicou por que o apresentador teria a excluído do testamento. Segundo Miriam, na época em que Gugu fez o documento, os dois estavam passando por “uma crise na união”. Entretanto, eles reataram depois disso. O reconhecimento de união estável que alega ter mantido com Gugu lhe daria direito à metade da herança. Por outro lado, a família dele diz que ambos eram apenas amigos.

“Qualquer mulher no meu lugar faria isso. Está parecendo que é uma briga. Mas não é. Eu tenho todo o direito de me colocar no meu lugar —infelizmente, na condição de viúva”, explicou ela para a coluna no escritório de seu advogado.