Jenelle Evans revela nunca ter dito a polícia que seu marido atirou no cachorro da família, mas que acredita que ele o tenha feito; entenda!

Jenelle Evans pode ter perdido seu contrato para continuar estrelando o reality show “Teen Mom 2” da MTV, mas sua vida pessoal nunca esteve tão em evidência como nos últimos meses. Depois de divulgar que o cachorro de estimação da família havia sido morto cruelmente pelo marido David Eason, nesta semana, as autoridades norte-americanas desmascararam o casal e alegou que a denúncia, na verdade, era um esquema para conseguir publicidade. Porém, a jovem revelou ontem (12), que ela nunca disse à polícia que o crime havia sido cometido pelo amado.

Em uma entrevista ao TMZ, Jenelle revelou que, depois que o bulldogue mordeu sua filha mais nova, Ensley de 2 anos de idade, David levou o animal para fora de casa e, desde então, ela não soube mais o que aconteceu. “Eu disse [ao chefe de polícia]: ‘Sabe, eu não sei o que acabou acontecendo com meu cachorro, porque eu não estava lá fora’. Eu fiquei lá dentro de casa com Ensley, Kaiser e Marissa, e é isso“, relembrou.

Em outro trecho da entrevista, Jenelle respondeu se achava que o cachorro ao menos estava vivo. “Não tenho ideia. Você teria que perguntar isso a David. Ainda não conversei com ele sobre isso“, afirmou. Sobre os depoimentos recolhidos pelas autoridades, a jovem disse não se recordar do que foi dito, mas que ela suspeitava do marido. “Depois que ele saiu com o cachorro, eu fui até lá, e ele estava na beira da floresta e disse: ‘Você não vai querer vir até aqui.’ E eu disse: ‘Por quê?’ E ele disse: ‘Seu cachorro não está mais aqui’. Então eu assumi que meu cachorro estava morto”, relatou.

Evans disse que o bichinho de nome Nugget, nunca mais apareceu na região onde o casal mora e ninguém teve notícias dele e, por isso, suas suspeitas sobre o assassinato cresceram. Pressionada pela equipe do site para dizer se ela realmente achava que David havia cometido o crime, Jenelle foi evasiva. “Eu não estou expondo meu marido, e se você quiser falar com ele sobre isso, vá em frente“, respondeu.

Na quinta-feira (11), a polícia e o serviço de controle dos animais emitiram um comunicado revelando que a investigação contra David Eason seria arquivada por falta de evidências, mas que, ao longo do processo, ele tinham concluído que a denúncia não passava de um esquema para atrair publicidade em cima do caso.

Os depoimentos de Jenelle eram inconsistentes com o relato original dos eventos ocorridos em 29 de abril. A autora da denúncia avisou que estava dentro de casa com seus filhos na hora do suposto evento. Depois avisou que nunca viu ou ouviu nada que indicasse que David atirou em seu cachorro. Evans avisou que não queria que as investigações continuassem por vontade própria e que ela não estava sendo coagida com esta decisão“, dizia a declaração.

Após a divulgação do posicionamento das autoridades, Evans usou as redes sociais para se pronunciar e revelar seu lado na história, mas deletou a postagem em seguida.Eu nunca fiz uma denúncia contra o David em primeiro lugar. Os policiais me ligaram e deixaram uma mensagem de voz… Quando eu liguei, eles disseram: ‘Sra. Eason, nós precisamos saber a verdade sobre essa situação. Vários veículos da mídia estão me ligando sobre isso e, se isso é um golpe publicitário, eu quero que você me diga agora porque eu tenho outros casos para lidar. Se você está fazendo isso por publicidade eu entendo e vou fechar o caso e todos podemos seguir com nossas vidas’”, postou a ex-estrela de “Teen Mom 2”.

Na época do sumiço do cãozinho, David fez um post misterioso nas redes sociais que deu a entender que realmente era o responsável por matá-lo. Ele escreveu e, logo em seguida, deletou: “Eu não dou a mínima para qual animal morde meu bebê no rosto… seja seu cachorro ou o meu, um cachorro é um cachorro e eu não suporto nada disso. Eu apenas quero proteger minha família, é a minha missão de vida. (Por) Algumas pessoas vale a pena matar ou morrer e minha família significa muito para mim. Você pode me odiar o quanto quiser, mas esta não é a primeira vez que o cão morde Ensley agressivamente. A única pessoa que pode julgar se o animal é um perigo ou não para o meu filho sou EU!”.