OnlyFans: Após ser acusada de dar "calote" em assinantes e prejudicar usuários, Bella Thorne pede desculpas: "Queria chamar a atenção"

OnlyFans: Após ser acusada de dar “calote” em assinantes e prejudicar usuários, Bella Thorne pede desculpa e revela o que fará para reparar erro; saiba os detalhes

Hora de colocar os pingos nos “i”… Na última semana, Bella Thorne se tornou alvo de duras críticas dos usuários da plataforma OnlyFans, onde ela fez uma estreia bem-sucedida produzindo fotos sensuais para o público adulto. Porém, prints viralizados na web apontam que ela deu possíveis “calotes” em seus assinantes, e consequentemente, prejudicou a vida dos outros criadores de conteúdo com mudanças radicais nas regras do site. No sábado (29), a estrela se pronunciou sobre o caso e pediu desculpas para a comunidade online.

A atriz começou uma série de posts em seu Twitter falando sobre sua vontade de popularizar e diminuir o preconceito com o OnlyFans, que ainda é visto apenas como uma plataforma para criação de conteúdos pornográficos. “Parte 1: Remover o estigma por trás do sexo, do trabalho sexual e da negatividade que cerca a própria palavra SEXO, trazendo uma face mainstream para isso, é o que eu estava tentando fazer, para ajudar a trazer mais rostos para o site e gerar mais receita para os criadores de conteúdo no site”, alegou.

Continua depois da Publicidade

Thorne assumiu que pode ter cometido um equívoco ao participar do OF. “Eu queria chamar a atenção para o site, quanto mais pessoas nele, maior a chance de normalizar os estigmas. Ao tentar fazer isso, eu machuquei vocês. Arrisquei minha carreira algumas vezes para remover o estigma por trás do trabalho sexual, pornografia e o ódio natural que as pessoas vomitam por trás de qualquer coisa relacionada ao sexo. Escrevi e dirigi um filme pornô, mesmo com os olhares de crítica de meus colegas e empresários porque QUERIA ajudar com o estigma por trás do sexo”, argumentou.

“Eu sou uma pessoa conhecida do grande público, e quando você tem uma voz, uma plataforma, você tenta usar isso para ajudar os outros e defender algo maior do que você. Novamente, neste processo, eu machuquei vocês, por isso, eu realmente sinto muito”, lamentou a artista.

A artista finalizou dizendo que irá entrar em contato com o OnlyFans para entender por qual motivo foi anunciado que os criadores não podem receber gorjetas moiores de US$ 100 (R$ 539), e só podem cobrar no máximo US$ 50 (R$ 269) pelo PPV (pay per view), recurso que permite envio de material exclusivo pelo chat privado em troca de dinheiro. “P.S.: Estou me reunindo com o OnlyFans sobre as novas restrições para descobrir o porquê!!! Isso é uma m*rda e eu sinto muito. Comentem qualquer ideia ou preocupação que você queira expor ao OF!! Me mandem seus links e uma foto para que eu possa promover vocês”, compartilhou.

Continua depois da Publicidade

Entenda o caso

Para quem não conhece, o OnlyFans é uma plataforma para as pessoas criarem diversos tipos de conteúdos e receberem dinheiro por isso. Quem tiver interesse em consumir as publicações, precisa pagar um valor determinado por cada produtor. Apesar de não ter restrições ao tipo de material que pode ser gerado, o site ganhou fama justamente pela quantidade de gente que produz vídeos e fotos eróticas.

Bella Thorne surpreendeu seus fãs ao anunciar que tinha criado um perfil no OnlyFans. De acordo com o LA Times, a atriz cobra US$ 20 (pouco mais de R$ 110) para compartilhar imagens sensuais, sem nada explícito, até então. E, mesmo assim, a conta bombou pra valer… Em apenas seis dias de atividade, a estrela faturou a bolada de US$ 2 milhões (equivalentes a R$ 11 milhões)!

No entanto, a repercussão grandiosa do desempenho foi vista com maus olhos por outros criadores. Capturas de tela mostram supostas conversas privadas de Bella Thorne com seus assinantes. A artista teria enviado um pacote de fotos nuas pelo preço de US$ 200 (R$ 1.078), além do valor que essas pessoas já tinham pago para acessar o perfil da estrela. “Quão nu são as fotos por US$ 200?”, perguntou o internauta. “Sem roupas. Nua”, teria respondido a atriz.

Print viralizado na web mostra suposta conversa de Bella Thorne oferecendo nudes por US$ 200. Foto: Reprodução/Twitter

Continua depois da Publicidade

As pessoas  que pagaram a quantia, que já é considerada bem alta para o padrão praticado pelos outros profissionais, não receberam nudes de Bella Thorne, e sim fotos de roupa de baixo. Isso sem falar que, a princípio, a atriz já tinha dito que não publicaria nenhum clique pelada. “Nããão, eu não estou fazendo nudez!!!”, escreveu em seu Twitter ao compartilhar uma matéria sobre seu sucesso no OnlyFans.

As pessoas que se sentiram lesadas reclamaram com a empresa e pediram para ter o valor devolvido. Coincidentemente, após o episódio, o OnlyFans anunciou que os criadores não podem receber gorjetas de mais de US$ 100 (R$ 539) e só podem cobrar no máximo US$ 50 (R$ 269) pelo PPV (pay per view), que foi o recurso que Bella teria utilizado ao mandar fotos que só poderiam ser visualizadas mediante pagamento. Eles também devem esperar 30 dias, ao invés de 7 (como era anteriormente), para receber os pagamentos em suas contas bancárias.

Continua depois da Publicidade

Posicionamento do OnlyFans

Com a repercussão negativa, o LA Times procurou o representante do OnlyFans para saber se as mudanças tinham alguma relação com a chegada tumultuada de Bella Thorne na plataforma. Em nota, ele alegou que “quaisquer mudanças nos limites de transação não são baseadas em nenhum usuário”. “Os limites de transação são definidos para ajudar a evitar gastos excessivos e permitir que nossos usuários continuem a usar o site com segurança”, continua o comunicado. “Valorizamos todo o feedback recebido desde que essa mudança foi implementada e continuaremos revisando esses limites”.