Bruna Marquezine Anitta

Bruna Marquezine revela como ela e Anitta superaram antigo “desconforto” e abre o jogo sobre amizade; assista

A atriz contou como as duas deixaram problemas no passado e quando começaram a se aproximar mais

A dupla de milhões real oficial! Nos últimos meses, Bruna Marquezine e Anitta têm se aproximado e fortalecido uma grande amizade. Após anos de rumores e fofocas sobre desentendimentos entre as duas, tudo ficou no passado! Nesta quinta-feira (23), em entrevista ao “PodDelas”, a atriz abriu o jogo sobre esse histórico e revelou como foi o início da nova parceria.

Bruna negou ter brigado com Anitta, mas admitiu que já houve um certo “desconforto” entre elas. De qualquer forma, ela reconheceu que isso já não fazia mais sentido, até por estar ligado a “um relacionamento que não existe mais”. “Tem condição de, em 2022, eu não falar com uma mulher que eu admiro, que eu acho f*da, porque existe um desconforto? A gente nunca brigou, eu e ela. Rolou uma questão, um desconforto. E aí eu fiquei chateada, tá claro que eu fiquei magoada, viram que eu fiquei magoada. Mas assim, não tem mais argumento para sustentar isso”, explicou.

Continua depois da Publicidade

“Depois que as coisas se resolveram, por que isso ainda existe? E as pessoas também gostam de reforçar, a inimizadezinha, a competição… Isso foi alimentado por muito tempo e isso não faz sentido”, disse a atriz. “Parecia uma implicância. Eu não tenho nada com ela, por que eu tô de implicancinha?”, mencionou Marquezine.

Bruna Marquezine Poddelas1
Bruna Marquezine contou que chegou um ponto em que seu antigo “desconforto” com Anitta não fazia mais sentido. (Foto: Reprodução/YouTube)

Até que, no início de 2022, Bruna foi ao Ensaio da Anitta com uma amiga no Rio de Janeiro, quando aconteceu um primeiro acerto de contas entre elas. A cantora desceu do palco, viu Marquezine e falou: “Eu não te odeio, tá?”. A atriz, por sua vez, também contou que não tinha problemas com a garota do Rio. “Eu falei: ‘Obrigada, eu também não te odeio’. ‘Tá bom, então a gente não se odeia’. E aí foi isso. Depois eu fui em mais um. Nessa noite a gente estendeu a noite, se divertiu bastante”, recordou.

Continua depois da Publicidade

Passado o clima de Carnaval, as duas voltaram a falar do assunto e reforçaram a paz. “Depois falamos disso de novo. ‘A gente não se odeia, pelo amor de Deus, não faz sentido ter qualquer atrito’. Foi muito gostoso, porque foi naturalmente e isso vem acontecendo, vem crescendo. Um carinho enorme por ela, uma admiração danada”, mencionou Bruna, sobre essa nova amizade.

Segundo Marquezine, o encontro das duas na Semana de Moda de Paris também foi fundamental para essa conexão. “Ela disse: ‘A gente estava pronta para ser amiga. Essa foi a hora certa. Você é minha amizade de milhões'”, mencionou a atriz, de acordo com o UOL. “Independente se a gente estava se falando ou não, de ter uma amizade ou não, de ter alguma coisa mal resolvida ou não, eu sempre consegui separar isso da minha admiração e de gostar das músicas dela, de dançar as músicas dela. E eu já estava sentindo há um tempo uma vontadezinha de, se eu encontrasse um dia, dizer: ‘Ei, tá tudo bem, tá? Não existe nada'”, acrescentou.

Continua depois da Publicidade

Entre um drink e outro na França, as duas ficaram ainda mais próximas. “Um dia a gente estava um pouco animadinhas – se é que me entendem – e ela falou: ‘Só não é melhor do que minha amizade com a GKay’. E eu respondi: ‘Está tudo bem, não quero nem entrar nesse território’. Eu adoro a GKay”, afirmou Bruna. “Fiquei chocada vendo ela de perto na semana de moda. Eu tinha vontade de pegar ela no colo às vezes, porque é muito. E ela é incrível. Ela é uma companhia incrível, demos boas risadas”, admirou-se Marquezine. Anitta até mesmo ficou sabendo e celebrou antes de todos que a brasileira tinha sido escalada para ‘Besouro Azul’, novo longa do universo da DC Comics.

Anitta Bruna Marquezine Joaokopv
O encontro de Anitta e Bruna Marquezine na Paris Fashion Week serviu para aprofundar a amizade das duas. (Foto: @Joaokopv)

Durante o papo no podcast, Bruna ainda falou sobre o sucesso global de “Envolver” no Spotify, enquanto brasileiros torcem para que o hit de Anitta chegue ao primeiro lugar de música mais tocada no mundo. “Se pegar número 1, é tipo a Copa do Mundo das gays, gays e simpatizantes estão entendendo esse número 1, ainda mais agora que vem um argentino competir com a gente… a gente tá na m*rda, ninguém vai tirar essa alegria da gente”, brincou ela.

Continua depois da Publicidade

Bruna chegou até a sugerir uma ideia bem inusitada caso Anitta realmente chegue à primeira posição dos charts – fazer uma passeata por vários lugares de todo o Brasil. “Se pegar número 1 a gente pega um caminhão de bombeiros, taca ela lá em cima e atravessa a [Avenida] Paulista… Sabe passeata? Taca ela, faz no Rio de Janeiro, faz em São Paulo…”, comentou a artista. Não é má ideia, hein? Kkkkk

Assista ao bate-papo na íntegra abaixo: