Bruno Krupp é preso por matar jovem atropelado no Rio de Janeiro; saiba detalhes

A vítima, João Gabriel, de 16 anos, foi socorrido ainda no asfalto, mas não resistiu. Modelo é investigado por homicídio com dolo eventual, quando assume o risco de matar

Na manhã desta quarta-feira (3), o modelo Bruno Krupp foi preso no Rio de Janeiro, por atropelar e matar João Gabriel Cardim Guimarães, de 16 anos, na Barra da Tijuca. O influenciador de 25 anos foi encontrado em um hospital no Méier, na Zona Norte do Rio, apesar de ter recebido alta no domingo (31), do Lourenço Jorge.

Segundo informações do g1, agentes da 16ªDP (Barra) estavam nas ruas, desde o início da manhã de hoje, para prender Krupp, que foi acusado de homicídio com dolo eventual, ou seja, quando se assume o risco de matar. A polícia chegou a visitar a cobertura onde o rapaz mora, na Avenida Lúcio Costa, orla da Barra, mas não o encontrou no local.

Segundo o mandado expedido mais cedo pela Justiça, Bruno pilotava uma motocicleta sem placa em alta velocidade – mais de 150km/h, em uma via na qual o limite de velocidade é de 60km/h. Krupp também estava sem carteira de habilitação, mesmo após ter sido parado em uma blitz policial três dias antes da tragédia.

Na decisão, a Justiça reforçou a brutalidade do acidente, já que a perna da vítima foi “violentamente amputada no momento da colisão” e, segundo testemunhas, foi parar a 50 metros do local. “Não foi o bastante que tivesse sido parado pelos agentes da Lei Seca. Ser pego na situação já descrita não teve qualquer efeito didático. Ao contrário, adotou conduta mais ainda letal, acabando por tirar a vida de um jovem que estava acompanhado de sua mãe, ressaltando-se que Bruno não é um novato nas sendas do crime“, afirmou a juíza Maria Izabel Pena Pieranti.

Continua depois da Publicidade

Fama na região

De acordo com informações do g1, testemunhas afirmam que o modelo costumava pilotar em alta velocidade sua moto, uma Yamaha cinza, na região do acidente. Vídeos de câmeras de segurança mostram a moto em alta velocidade na Avenida Lúcio Costa e o momento em que João Gabriel e a mãe atravessavam a rua, na faixa de pedestres, antes do impacto. “Ele (Bruno) é conhecido, todo final de semana passa aqui, todo final de semana. Aquelas motos barulhentas, passa aqui voado, às vezes passa aqui quando a gente olha ele já está bem longe”, afirmou um quiosqueiro que trabalha na região e presenciou o acidente.

Continua depois da Publicidade

Câmera de segurança registrou o atropelamento

Nesta terça-feira (2), imagens registradas por câmeras de segurança na orla da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, vieram à tona. Os vídeos mostram o modelo Bruno Krupp, dirigindo sua moto em alta velocidade, momentos antes do influenciador atropelar e matar o adolescente João Gabriel Cardim.

O jovem de 16 anos atravessava a rua com a mãe, Mariana Cardim, quando o acidente aconteceu. No vídeo publicado pelo g1 é possível ver que, assim que o ex-namorado de Sarah Pôncio, passa pelo local, as pessoas que estavam no quiosque da praia ficam assustadas com o excesso de velocidade do veículo. O momento em que a mãe e o filho atravessam a avenida também apareceu no fundo do registro, assim como a reação de quem presenciou a cena. Assista ao vídeo abaixo:

Continua depois da Publicidade

A tia de João, Débora Cardim, já tinha dito que as imagens das câmeras comprovariam a velocidade que Bruno estava dirigindo. “Ele estava em alta velocidade, tão em alta, que arrancou a perna do meu sobrinho na hora. A perna foi parar vários metros depois. As câmeras do local vão mostrar isso. Minha irmã estava com ele, como sempre estava, e ficou enlouquecida. Só sabia pedir socorro”, afirmou.

O atropelamento resultou na morte João Gabriel, que era filho e neto único. O jovem perdeu a perna na hora em que foi atingido pela moto, chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu. “Minha irmã está destruída pela dor. Nós todos também. Destruídos pela perda do único neto, do único filho”, disse Débora.

Siga o Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossas notícias!