Camila Loures Uber

Camila Loures é expulsa de carro por motorista de aplicativo, relata confusão e chora em desabafo: “Desesperador”; assista

O motorista por aplicativo pediu que a influencer deixasse o carro após negar um pedido dela

Camila Loures fez um desabafo nas suas redes sociais nesta quarta-feira (18), após passar por uma situação delicada em São Paulo (SP). Depois de uma confusão, a apresentadora do “PodCats” foi expulsa do carro de um motorista por aplicativo. Segundo a influencer, tudo teria começado por conta de um pedido a respeito do ar condicionado.

A mineira começou seus vídeos em prantos. “Nunca passei por isso, que desesperador. Eu simplesmente entrei no Uber e eu falei: ‘Moço, tem como você fechar o vidro? Tá ventando na minha cara e tá frio’. Ele disse: ‘Não posso fechar, são protocolos da Covid’. Eu pedi pra ele fechar um pouquinho mais. Ele disse: ‘Vou parar aqui e você pede outro carro’, eu falei: ‘Não moço, por favor, está tranquilo então’. Ele parou o carro e eu falei: ‘Moço, por favor, pode continuar’. Ele falou: ‘Desce do meu carro agora e pede outro carro'”, descreveu.

Continua depois da Publicidade

Camila contou que ficou trêmula e abalada após serem deixados no meio do caminho. “Foi desesperador, vocês não tem noção. [Ficamos] no meio de uma avenida em São Paulo. Na hora, o Luís só saiu pedindo outro carro, chegou rápido e a gente saiu, mas nossa… Eu comecei a tremer assim, não sei o que aconteceu, o que ele ficou contra mim, eu não sei”, declarou ela, que ainda postou um vídeo no qual o motorista aparecia.

Pouco depois, mais calma, Loures deu mais detalhes do que havia acontecido. “Eu gosto de pegar Uber Black para andar com o vidro fechado para não ter roubo, porque conheço duas pessoas que foram roubadas no Uber […] Pedi Uber Black e coloquei a opção ar-condicionado. Quando eu entrei, eu pedi para fechar o vidro, ele disse que não, pelo protocolo da Covid. Eu falei: ‘É porque eu pedi o Uber Black, coloquei a opção do ar condicionado. Tem como você fechar o vidro e ligar o ar?’. Ele pegou e falou: ‘Vou parar o carro e você pede outro'”, recordou.

Continua depois da Publicidade

A influencer ainda afirmou que, mesmo quando abriu mão do seu pedido, o motorista não voltou atrás. “Quando ele parou o carro, ele falou: ‘Desce do meu carro e pede outro’. Eu falei: ‘Moço, não precisa disso’, comecei a chorar desesperada. E ele falou: ‘Sai do meu carro’. Nisso, o Luís já estava pedindo outro, eu só sabia chorar, liguei para o meu irmão desesperada mesmo. Aí o Uber chegou, entrei em outro, enfim… Mas ele me deixou no meio de uma avenida em São Paulo”, completou. Assista:

Posteriormente, os vídeos foram excluídos do perfil de Camila. A jovem voltou a se manifestar sobre o assunto e explicou por que havia exposto o episódio. “Já estou resolvendo tudo aqui com a Uber, galera, foi um desabafo pois é muito chato passar por essa situação, espero que ninguém passe por isso, obrigada a todos que se colocaram no meu lugar”, escreveu ela. Enquanto críticas eram direcionadas à influencer, relatos de que o motorista teria sido desligado da Uber passaram a circular nas redes.

Camilaloures's Instagram 2022 5 18 Story
Camila Loures voltou a falar sobre o assunto. (Foto: Reprodução/Instagram)

Uber se manifesta

Em nota ao hugogloss.com, a Uber declarou que analisa o caso, e que o motorista permanece no aplicativo. “Gostaríamos de esclarecer que o motorista parceiro segue ativo na plataforma. Este caso ainda está em análise, dado que em todos os casos ouvimos ambas as partes para entender melhor o que aconteceu. Seguimos um processo rigoroso, a fim de garantir que todos os envolvidos tenham o direito de serem ouvidos”, disse a empresa.

A plataforma respondeu aos questionamentos de que o motorista só estaria cumprindo protocolos. “Com relação ao enfrentamento da Covid-19, orientamos todos os parceiros e usuários a seguirem o que determinam as normas e autoridades locais. Nas cidades em que não houver exigência da abertura de janelas, isso passa a ser facultativo também em viagens do app”, afirmou a Uber.

“De qualquer forma, muitas pessoas ainda podem se sentir mais seguras seguindo os protocolos, portanto sempre pedimos que cada um respeite as preferências individuais do outro. Se caso algum dos envolvidos se sentir desconfortável, poderá sempre cancelar a viagem”, mencionou a empresa. “Por fim, esperamos que motoristas parceiros e usuários não se envolvam em brigas e discussões e que contatem imediatamente às autoridades policiais sempre que se sentirem ameaçados“, concluiu o texto.