John Mayer consegue ordem de restrição contra “fã” obcecado, após receber diversas ameaças de morte — saiba os detalhes!

Tenso! John Mayer conseguiu uma ordem de restrição contra um fã obcecado. De acordo com o E! News, que teve acesso a documentos sobre o caso, o admirador sem noção do cantor começou a persegui-lo em março deste ano.

Ryan Jeremy Knight, de 39 anos, aterrorizou John e membros de sua equipe. O músico alegou que, no início, o fã o assediava e o perseguia, mas a situação progrediu e se intensificou quando Knight começou a fazer ameaças violentas a seus funcionários através das redes sociais.

Em certo momento, descrito nos documentos, o stalker teria dito ao astro que “já colocou muitos judeus no hospital”. Ele também fez referência a diversos assassinos famosos, como Ted Bundy e Mark David Chapman — o último é o infame assassino de John Lennon. Que medo!

John Mayer está sendo perseguido por um stalker perigoso… que tenso! (Foto: Matthew Simmons/Getty Images)

No dia 28 de junho, enquanto se apresentava na Carolina do Norte, John quase ficou frente a frente com seu fã obcecado — se é que podemos chamá-lo de “fã”. Segundo o E! News, Knight foi ao show, mas foi encontrado por seguranças, que o acompanharam para fora do lugar.

As ameaças de morte e a possibilidade de encontrar Knight causaram a John um “estresse emocional substancial”, de acordo com os documentos.

Levando em consideração a gravidade das alegações, assim como a ficha criminal extensa do stalker, um juiz garantiu ao cantor uma ordem de restrição contra Knight, que o manda ficar a, pelo menos, 30 metros de distância de John e de sua casa. Uma audiência judicial está marcada para o dia 27 de agosto, para determinar se a ordem de proteção deve virar permanente. Atualmente, o cantor está no meio de uma turnê mundial.