Diagnosticada com coronavírus, Mariana Ferrão se desculpa com vizinhos após polêmica em condomínio: ‘Não imaginei que ficariam com tanto medo’; Assista

Após testar positivo para o novo coronavírus, Mariana Ferrão causou polêmica entre seus vizinhos na semana passada (25), ao deixar o confinamento para dar uma caminhada no condomínio. Depois de grande repercussão do caso, a ex- apresentadora do “Bem-Estar” se retratou e pediu desculpas aos demais moradores.

Em um vídeo publicado ontem (30), no YouTube, Mariana explicou que tem refletido bastante durante esse período de quarentena. “A coisa mais importante que já fiz na vida foi amar. Amar muito. Lembrei das pessoas que amei e já se foram. Perdi muita gente importante na minha vida”, começou, citando a mãe, os avós e animais de estimação.

Em seguida, ela garantiu que não se afligiu ao ser diagnosticada com o covid-19. “Esse amor que vivi não vai embora. Então, amar me dá uma tranquilidade muito grande diante dessas grandes ameaças. Talvez por isso, eu não tenha conseguido imaginar o tamanho medo que as pessoas estavam, porque eu não senti medo. Queria pedir desculpas por não ter conseguido imaginar que as pessoas iriam ficar com tanto medo”, reconheceu.

Ferrão alegou não ter colocado nenhum condômino em risco de contaminação. “Eu sabia também que o vírus não voa e quando dei uma volta para caminhar, para cuidar um pouco da minha saúde mental, no condomínio onde eu tenho casa, no interior de São Paulo, eu não estava colocando ninguém em risco. Apesar de eu saber disso, eu não sabia que as pessoas podiam ficar tão assustadas com a minha caminhada. Queria pedir desculpas”, avisou, mais uma vez.

Por fim, a jornalista fez um apelo aos espectadores: “Se a gente se lembrar constantemente que a coisa mais importante que a gente pode fazer na vida é amar, a gente vai ter menos medo, e a gente vai passar por isso de uma maneira muito mais tranquila”.

Entenda o caso

Na semana passada (25), Mariana Ferrão incomodou moradores de um condomínio de luxo em Itu, no interior de São Paulo, ao ser vista fazendo uma caminhada. Segundo informações do colunista Ricardo Feltrin, do UOL, a ex-apresentadora chegou a ser notificada oficialmente pela administração do local, e foi cogitado até que ela fosse mantida à força dentro de casa.

O nível de pânico dos condôminos cresceu ao ponto de solicitarem a presença de um segurança, com moto, para ficar diante da casa da loira.

Para a coluna, a jornalista disse que saiu sim, mas que não havia recomendações proibindo caminhadas ao ar livre. Ela afirmou ainda que não se aproximou de ninguém e não encostou em nenhum local da área comum. “Eu trabalho com área de saúde, jamais colocaria a vida das pessoas em risco”, assegurou Mariana, que já deixou o local e está de volta a São Paulo.