Fotojet (14)

Gui Napolitano desabafa sobre ataques após “BBB 20” e relação com Gabi Martins: “Acreditava que ia me defender”; assista!

Mais de um ano depois da final do “BBB 20“, o relacionamento conturbado entre Gui Napolitano e Gabi Martins dentro do confinamento ainda rende discussões e desabafos aqui fora. Nesta terça-feira (24), o modelo participou do podcast “PodDarPrado”, de Gabi Prado, e abriu o coração sobre ter sido chamado de abusivo pelo público na época do reality show. Ele ainda falou como alguns “fãs” do ship GuiBi transformaram sua vida em um verdadeiro inferno.

O ex-BBB explicou que ficou surpreso ao ser eliminado do programa e descobrir que a grande motivação dos votos teria sido seu comportamento em relação a Gabi, com quem viveu um romance dentro da casa. “Minha mãe sofreu muito com esse negócio. Ela torceu para eu sair, e hoje eu vejo que a melhor coisa que aconteceu foi eu ter saído naquele dia. Ela [Gabi Martins] me ligou e eu falei que tinha saído porque tinham me chamado de abusivo, e abusivo eu não fui”, garantiu.

Gui revelou que ainda precisou esperar muito tempo para que a cantora finalmente se posicionasse publicamente a respeito da relação que eles tiveram, mesmo ela já tendo reconhecido que o namoro não tinha sido como os telespectadores encararam. “No telefone ela me falava que eu não fui abusivo, só que mano, se eu fico com uma pessoa que não me defendeu na mídia… Ela foi falar, dar entrevista, falar de mim sobre eu não ser abusivo em agosto, e a gente saiu em março. Eu pensei, se uma pessoa quer estar comigo ela vai estar do meu lado. Ela não vai ficar com um cara abusivo. Então, eu acreditava muito que ela ia me defender na mídia”, entregou.

Continua depois da Publicidade

O rapaz destacou que não achava que Gabi Martins “surfou” na polêmica para continuar na mídia ou algo do tipo, mas acredita que a artista não fez esforço para defendê-lo, mesmo dizendo para ele que o namoro não foi abusivo. Gui ainda lembrou que a relação com a família da mineira sempre foi positiva, o que teria sido impossível caso tivesse realmente a maltratado no programa. “Se a pessoa quer estar comigo, tem que partir dela [a iniciativa de me defender]. Isso não era uma prova ‘ah, eu gosto dele’. Era o mínimo. É ruim você ser chamado de abusivo na mídia e não ter o que fazer, mano. E eu sei que não fui abusivo. Tô cagando para o povo que diz que eu fui”, afirmou.

8369081 X720 16633555
Gabi Martins e Gui Napolitano viveram romance polêmico no “BBB 20”. Foto: Reprodução/TV Globo

Em outro momento da entrevista, Guilherme também falou das pessoas que torciam pelo romance entre ele e Gabi Martins, e que assumiram um comportamento absurdo mesmo depois de verem que isso não aconteceria. “Não é generalizando, mas muitos fãs, sim, atacaram você [Gabi Prado], minhas amigas…”, começou. O ex-BBB lembrou que a situação era tão tensa para lidar com as pessoas, que ele assumia uma postura sempre vigilante. “Eu tenho duas amigas que são da família e chegou um ponto que eu estava ficando tão preocupado com os ataques que elas vinham recebendo, que eu fui em um show e levei as duas, mas pedi para não publicarem nas redes sociais porque elas seriam atacadas”, recordou.

Ao chegar em casa, a mãe de Gui Napolitano questionou as meninas por que elas não tinham publicado nada do show, e o ex-BBB explicou que foi um pedido seu. Foi então que a matriarca decidiu intervir com um pequeno “puxão de orelha”. “A minha mãe me chamou e falou que estava na hora de eu parar de ser refém de pessoas que eu não conhecia, que achavam que sabiam da minha vida e não sabiam. Isso mexeu comigo. Eu parei, mano. Agora qualquer mulher que comenta na minha foto a galera ataca?! Não tá certo!”, disparou.

Continua depois da Publicidade

O ex-participante da quinta temporada de “No Limite” também contou o quão longe algumas pessoas foram ao interferirem em sua vida pessoal. “Eu fiquei muito p*to durante muito tempo… É bizarro! Galera vai muito além, por isso eu falo tem gente que é intenso para os dois lados, o bom e o ruim. Se você não atingir a expectativa que essa pessoa tava esperando, é do céu ao inferno. Fizeram da minha vida um inferno! Colocaram pessoas atrás de mim, tirando foto de mim quando eu saía do meu prédio, gente me seguindo e tirando foto, ameaça de morte. Como o ser humano pode ser desocupado? A pessoa tá vivendo muito minha vida, ela não tem nada pra fazer”, reclamou.