Johnny Depp supostamente tentou fazer a ex-esposa Amber Heard ser demitida de ‘Aquaman’, diz site

Eita! De acordo com o Hollywood Reporter, o ex-diretor da Warner Bros., Kevin Tsujihara, será intimado a testemunhar se participou dos planos de Johnny Depp para excluir sua ex-esposa, Amber Heard, de participar de filmes do estúdio — como o sucesso “Aquaman”, no qual ela interpretou Mera. Segundo a publicação, Johnny supostamente pediu ao ex-diretor para bloquear a atriz de conseguir papéis nos projetos da Warner Bros.

O processo no qual Tsujihara testemunhará é no do intérprete de Jack Sparrow contra o ex-advogado, Jake Bloom, que representou o astro por décadas, antes dos dois terminarem a relação profissional em 2017. De acordo com Johnny, Jake não lhe aconselhou corretamente a respeito de sua separação com Amber. O casal finalizou o divórcio em janeiro de 2017.

O site afirmou que seria “extremamente difícil” tirar Amber de “Aquaman”, após ela aparecer como Mera no filme “Liga da Justiça”. “Aquaman” já havia entrado em produção em abril de 2016, um mês antes da atriz pedir divórcio e uma ordem de restrição temporária contra o então marido.

Este processo não está ligado ao que Johnny está movendo contra a atriz. Recentemente, o astro de “Piratas do Caribe” entrou novamente com uma ação contra a ex-esposa, a acusando de difamação. Ele pede, pelo menos, 50 milhões de dólares como compensação financeira. Johnny alega que as acusações de abuso feitas pela ex-esposa são uma farsa elaborada. Como argumento, os advogados dele dizem que, desde as acusações, “a atriz se tornou uma queridinha do Movimento #MeToo”, entre outros feitos ligados a direitos humanos e das mulheres.

Amber Heard e Johnny Depp em 2015, época em que os relatos de agressões abordam. (Foto: Fred Duval/Getty Images for BFI)

Como contamos aqui, na separação, Amber recebeu sete milhões de dólares do ex-marido, que pediu um ano para pagar o valor, apesar de ser dono de uma fortuna de 400 milhões de dólares na época do acordo. Além do dinheiro — parte da quantia foi doada para duas instituições de caridade, a pedido da atriz — Amber recebeu no divórcio: dois carros, um Range Rover de 2015 e um Ford Mustang de 1968, alguns móveis espalhados pelas propriedades do casal em Los Angeles, um cavalo chamado Arrow, e os cachorros Pistol e Boo.