Fotojet (21)

Mãe de Cheslie Kryst, ex-miss EUA, faz desabafo emocionante sobre morte da filha: “Perda devastadora”

April Simpkins compartilhou diversos cliques com a modelo, e falou sobre a dor de lidar com a partida trágica

April Simpkins, mãe da ex-miss dos Estados Unidos, Cheslie Kryst, desabafou sobre a morte da filha, que teria se jogado do terraço do prédio onde morava, em Nova Iorque. No Instagram, a matriarca abriu o coração a respeito da batalha contra a depressão que a modelo de 30 anos travava, e a homenageou contando sobre o tanto que é difícil encarar sua ausência.

“Eu nunca conheci uma dor tão profunda como esta. Eu mudei para sempre”, começou Simpkins no post compartilhado em seu Instagram. A mãe da ex-miss revelou que só soube da doença da filha pouco tempo antes de sua partida trágica. “Cheslie levou uma vida pública e privada. Em sua vida privada, ela estava lidando com uma depressão de alto funcionamento que escondia de todos — inclusive de mim, sua confidente mais próxima — até pouco antes de sua morte”, contou.

Na sequência, April falou do quanto tem sido difícil processar o luto. “Sentimos falta de sua risada, suas palavras de sabedoria, seu senso de humor e principalmente seus abraços. Sentimos falta de tudo — sentimos falta dela. Ela era uma parte vital da nossa família, o que torna essa perda ainda mais devastadora”, admitiu. A matriarca recordou a relação próxima com a filha, e pediu aos admiradores que, ao invés de enviarem buquê de rosas, fizessem doações para a ONG que Cheslie costumava apoiar, a Dress For Success.

Continua depois da Publicidade

“Cheslie – para o mundo, você era uma bola de sol envolta em sorrisos. […] Eu te amo, menina, com todo meu coração. Eu sinto sua falta desesperadamente. Eu sei que um dia estaremos juntas novamente. Até lá, fique tranquila e em paz”, encerrou April.

A morte de Cheslie Kryst causou grande comoção. Além de já ter representado os Estados Unidos, ela era repórter do Extra TV, tendo entrevistado diversas celebridades. As investigações ainda estão em curso, mas de acordo com informações policiais concedidas ao The New York Post, por volta das 7h15 do último domingo (30), a modelo teria cometido suicídio. Ela foi vista pela última vez no 29º andar do edifício Orion.

IMPORTANTE: Se você ou alguém que você conhece está passando por dificuldades emocionais ou considerando o suicídio, ligue para o ‘Centro de Valorização da Vida’ pelo número 188. O CVV realiza apoio emocional, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias. Para mais informações, clique aqui.