Marilia Header

Marília Mendonça morre aos 26 anos em acidente aéreo em MG

Notícias difíceis de serem divulgadas e assimiladas. Morreu, nesta sexta-feira (5), aos 26 anos, a cantora sertaneja Marília Mendonça. A artista viajava num avião de pequeno porte junto de outras quatro pessoas, mas a aeronave caiu numa área de difícil acesso na Serra de Caratinga, em Minas Gerais. A informação foi dada pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, que confirmou quatro mortes no caso.

A assessoria da artista também se manifestou: “Com imenso pesar, nós, assessoria de imprensa da cantora Marília Mendonça, confirmamos a sua morte, de seu produtor Henrique Ribeiro, seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, do piloto e co-piloto do avião – os quais iremos preservar os nomes neste momento”.

Marília Mendonça viajava para a cidade de Caratinga, onde iria se apresentar ainda hoje. Horas antes, ela compartilhou em seu Instagram alguns registros dentro da aeronave, fazendo suas refeições.

A princípio, a assessoria de imprensa divulgou que os cinco tripulantes estavam bem e haviam sido socorridos e levados para o hospital. No entanto, a cobertura jornalística da GloboNews, que acompanha o resgate no local do acidente, divulgou que as informações não batiam com as que foram coletadas com os bombeiros. Por volta das 17h, os oficiais ainda não tinham conseguido retirar ninguém de dentro do avião, e nem dado detalhes a respeito do estado de saúde das pessoas.

Marília Mendonça deixa o filho Léo, de dois anos. Seu velório está previsto para acontecer a partir de 8h de sábado (6) — a depender de liberação —, e será realizado na Goiânia Arena, localizada na Av. Fued José Sebba em Goiânia, GO.

Continua depois da Publicidade

Cantora marcou seu nome na história do sertanejo

O ano era 2016, a música “Infiel” invadia todas as rádios brasileiras e apresentava – para a maioria das pessoas – a voz marcante e poderosa de Marília Mendonça. Nos meses seguintes, ela se tornaria um dos maiores nomes do “feminejo”, movimento de grandes artistas femininas que cantam o ritmo, predominantemente comandado pelos homens. Marília despontou como a “rainha da sofrência”, apresentando letras empoderadoras para muitas mulheres, e românticas também, mas com um olhar diferente ao que todos estamos acostumados.

Em 2017, Marília parou Manaus com a gravação de seu segundo DVD. Do projeto, saíram os hinos “Eu Sei de Cor”, “Traição Não Tem Perdão” e “De Quem é a Culpa”, que serviram de trilhas para muitos corações partidos, gente superando términos, e até trilha sonora de novelas da TV Globo.

Continua depois da Publicidade

Com seu último projeto solo lançado, o “Todos Os Cantos”, a estrela alcançou um outro patamar em sua carreira. Com a proposta de surpreender os fãs, Marília ia para as principais capitais do país e saía divulgando seu show, que aconteceria na mesma data, gratuitamente, em algum ponto turístico. O trabalho rendeu uma série exclusiva no Globoplay com todos os bastidores, e ainda trouxe outros smash hits como “Ciumeira”, “Bem Pior Que Eu”, “Bebi Liguei”, “Bebaça” e muito mais.

E foi durante esta turnê também que ela descobriu sua primeira gravidez. Em dezembro de 2019, a cantora deu à luz o pequeno Leo, fruto do seu relacionamento com o cantor Murilo Huff. No início de 2020, Marília voltou aos palcos em São Paulo, mas com a pandemia da Covid-19, precisou suspender toda a agenda de apresentações. Apenas no mês passado, com o avanço da vacinação e flexibilização, ela retomou os compromissos profissionais.

Além de cantora, a sertaneja era uma das principais compositoras do gênero musical, tendo sido responsável por canções de sucesso de outros vários amigos cantores. Sua lista de parcerias musicais é extensa, incluindo Simone e Simaria, Jorge e Mateus, Anitta, Matheus e Kauan, Tierry, Luísa Sonza e muitos outros.

Mas foi com suas duas grandes amigas Maiara e Maraisa que ela não apenas trabalhava, mas também se divertia muito. Durante a pandemia da Covid-19, as três realizaram várias lives juntas e decidiram retomar o projeto Patroas em grande estilo. No fim de setembro, o trio lançou o álbum “35%” e gravou um videoclipe grandioso para o hino “Esqueça-me Se For Capaz”. Ainda, elas anunciaram o Festival das Patroas, em que realizaram shows juntas durante três horas nas principais capitais do Brasil. A primeira apresentação aconteceria em março, em Belo Horizonte.

A carreira de Marília Mendonça vai ainda muito além disso, repleta de desafios que provavelmente só ela, seus familiares e pessoas próximas sabem. E a artista era, também, muito mais do que sua trajetória profissional. Sempre se mostrou publicamente como uma mulher forte, uma mãe dedicada, fiel a seus princípios e valores. A partida precoce e trágica de Marília Mendonça não é apenas uma perda para a música brasileira, mas para todo um país que já tem tido tão poucos motivos para sorrir. Marília até podia ser sinônimo de sofrência, mas era principalmente alegria e felicidade para todos que a admiravam.