Famosos

Meghan Markle sofre terceira baixa em staff real após pedido de demissão de assistente “braço direito”; saiba detalhes

Raphael Amador - Publicado em 09/03/2019 às 17:59
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

E os babados da realeza britânica continuam chamando atenção da imprensa internacional, enquanto Meghan Markle aguarda a chegada de seu primeiro bebê. Segundo o Daily Mail, a duquesa de Sussex teve mais uma baixa em sua equipe de funcionários. A publicação informa que a assistente e braço direito da esposa do Príncipe Harry, Amy Pickerill, pediu demissão e deve deixar o emprego até o fim de março, quando o casal real se mudar para a Frogmore Cottage, em Windsor.

Ela já é a terceira assessora pessoal de Meghan no Palácio de Kensington a largar seu emprego nos últimos meses. De acordo com o tabloide, Pickernill, que tem ajudado Meghan a se adaptar à vida na realeza e também a ajudou a organizar projetos de caridade, está deixando o cargo com um boa relação com a duquesa e deve permanecer até que ela tenha dado à luz seu primeiro filho com Harry, previsto para nascer no final de abril ou início de maio.

Meghan Markle com sua assistente Amy Pickerill (à direita) em Chichester, Reino Unido, em outubro de 2018 (Foto: Chris Jackson/Getty Images)

É muito triste para seus colegas, já que ela é um membro realmente popular do staff. Ela concordou em ficar para ajudá-los com o nascimento do bebê e organizar sua nova residência real, mas depois vai sair em definitivo“, contou uma fonte do site.

Em dezembro, outra assessora pessoal de Meghan Markle também pediu demissão do cargo, após supostos desentendimentos com a ex-atriz. Na época, o Sunday Times informou que Samantha Cohen havia desistido de continuar na função e “teria deixado claro que ela pretende partir depois que o bebê de Meghan nascer“.

A saída de Cohen veio à tona menos de um mês após o Daily Mail noticiar que Melissa Touabti, outra secretária pessoal de Meghan, havia surpreendido a família real com seu pedido de demissão do cargo, apenas seis meses após o casamento da ex-estrela de “Suits” com Príncipe Harry. “É um verdadeiro choque. Por que ela iria querer deixar um trabalho de tamanho prestígio tão cedo?”, questionou uma fonte ouvida pelo tabloide na época. Melissa chegou a ser considerada pela mídia britânica como a responsável pelo sucesso do casamento dos duques de Sussex, em maio do ano passado, tendo que lidar com os baphos envolvendo o pai de Meghan, Thomas Markle, que antecederam a cerimônia.

Até o momento, o Palácio de Kensington não se manifestou sobre o pedido de demissão de Amy Pickerill.