Pequena Lo Aviao

Pequena Lo desabafa e diz ter sido humilhada após embarcar em avião: “Situação ridícula”; assista

Situação difícil… Lorrane Silva, a Pequena Lo, fez um longo desabafo nesta sexta-feira (3). A influenciadora relatou ter sido humilhada após embarcar em um avião no Rio de Janeiro. Lorrane, que utiliza sua scooter para se locomover, ainda lamentou que o episódio tenha acontecido em pleno “Dia Internacional da Pessoa com Deficiência”.

De acordo com Lo, o voo foi atrasado apenas porque não queriam despachar sua “motinha”. “Estava embarcando, dentro do avião da companhia aérea, e simplesmente começaram a falar que eu não poderia embarcar por causa da minha scooter, a minha motinha. Tentaram colocar vários defeitos por conta da bateria a gel. Vocês sabem que viajo direto – principalmente em São Paulo e Rio de Janeiro. Estou muito chateada, saí do avião e desisti de embarcar”, iniciou ela.

Continua depois da Publicidade

Além de passar por tudo isso, a influencer lamentou ter sido exposta de tal forma. “Eu me senti humilhada, porque tinham 118 pessoas no avião. Eu e minha mãe. A minha mãe levantou e eu falei que não queria mais viajar naquele avião. Porque atrasou o voo por uma hora, então atrasou os meus compromissos, atrasou mais de 100 pessoas que estavam ali. Minha mãe levantou, mesmo se sentindo ofendida e passando por essa situação ridícula, pediu desculpas para todas as pessoas que estavam ali”, declarou.

Pequena Lo1
Pequena Lo contou que isso nunca havia acontecido e que nunca tinha sido tratada de tal forma ao viajar de avião. (Foto: Reprodução/Instagram)

“Fiquei muito chateada, saí do avião, comecei a chorar e estou muito triste”, contou. Lorrane mencionou que, enquanto pessoa pública, ainda pode cobrar por posicionamentos, mas imaginou o que outras pessoas com deficiência também têm que passar. “Eu ainda tenho voz aqui nas minhas redes sociais, então eu falo, tenho um engajamento bom, mas agora imagina as pessoas com deficiência que precisam viajar com uma scooter e não conseguem ter o alcance para falar sobre isso? É muito triste ver que a gente ainda passa por essas situações de humilhação, que a gente não tem mais o direito de ir e vir”, acrescentou.

Continua depois da Publicidade

Pequena Lo afirmou que ela e sua mãe ainda teriam sido tratadas com grosseria: “Pra mim, isso é um despreparo da equipe inteira. As pessoas foram super grossas comigo. Minha mãe tentando conversar com aeromoças, rapazes da equipe, e eles ignorando a gente, dizendo que era a minha bateria”.

Por fim, ela foi remanejada pra outro voo da mesma empresa, mas ficou em dúvida: “Se não deixaram eu embarcar nessa companhia aérea, eles vão me deixar viajar em outro avião mas na mesma companhia aérea? Não faz sentido pra mim isso. Nunca tinha acontecido comigo isso, dessa forma, de ser humilhada e eu tô muito chateada. Fico triste não só por mim, mas por outras pessoas com deficiência”.

Assista ao desabafo abaixo:

No Twitter, Lo ainda lamentou a dificuldade de acessibilidade na hora do embarque. “Pra completar, tive que subir ESCADAS porque o voo de hoje foi remoto. O tamanho da escadaria que tive que subir, e agora descer porque desisti de viajar nesse voo”, queixou-se ela. “Agora imagina as outras pessoas com deficiência que precisam viajar? A gente não tem direito de ir e vir, pelo amor de Deus, gente! REVOLTANTE. Isso vale pra TODAS linhas aéreas”, completou.

Continua depois da Publicidade

A influenciadora ainda lamentou críticas de internautas ao desabafo. “E respondendo a alguns comentários que eu já li: ‘ah Lo, mas você tem dinheiro, porque não pagou pra despachar, imagina quem não tem condição’. E quem tá falando isso gente? Eu estou falando de DIREITO da pessoa com deficiência. Parem de achar que vocês tão militando, vocês tão é enchendo o SACO! Vocês falam que é frescura porque não PASSAM por isso na vivência de vocês. Tenham empatia pelo menos alguns minutos”, reagiu Silva.

Horas mais tarde, Pequena Lo voltou às redes sociais e confirmou que tinha conseguido chegar em São Paulo. Contudo, ela apontou que a companhia aérea descumpriu a promessa de ajudá-la com um carro assim que pousasse na capital paulista. “Cada hora que lembro do acontecido de hoje, fico mais chocada, porque pra completar, foi bem no Dia Internacional De Luta Da Pessoa Com Deficiência! É demais pra mim”, concluiu ela.