Após declarações polêmicas de Harry e Meghan em documentário, jornalista dá detalhes dos bastidores: “Encontrei um casal magoado e vulnerável”

Segredos por trás das câmeras! Príncipe Harry e Meghan Markle chocaram o mundo – e a família real – ao abrir o jogo sobre questões delicadas de sua vida na realeza. Agora, o entrevistador do documentário que causou burburinho, Tom Bradby, revelou detalhes dos bastidores, afirmando que o clima não está nada próximo das “mil maravilhas”. Eita!

No último final de semana, o canal ITV apresentou o documentário “An African Journey”, gravado durante a turnê de Meghan Markle e Harry pela África. Na produção, além do foco em causas que o casal defende, houve também revelações bem pessoais sobre as dificuldades de fazer parte da realeza, e até mesmo sobre conflitos com outros parentes. Segundo Bradby, ele sentiu que a situação estava complicada para o casal real.

Meghan Markle e príncipe Harry em Johanesburgo, África do Sul (Foto: Chris Jackson/Getty Images)

Em entrevista ao Good Morning America hoje (23), o jornalista contou que teve essa percepção sobre os dois. “Fui na intenção de fazer um documentário que fosse sempre sobre o trabalho deles na África, e um pouquinho sobre onde estão em suas vidas, e eu sabia que as coisas não estavam um mar de rosas por trás das cenas, é verdade”, disse ele.

Tom já esteve presente em outras ocasiões com o casal, e conhecendo bem os dois, conseguiu perceber que as coisas não andavam tão bem – por isso, ambos desabafaram em frente às câmeras. “Falo com o Harry relativamente com frequência, e tenho feito isso por anos, então, como eu disse, eu sabia que as coisas não estavam totalmente incríveis nos bastidores”, revelou.

Com seu “documentário observacional”, ao longo da turnê de Meghan e Harry, o entrevistador soube captar “um senso de onde o príncipe estava”. Tudo o que viu do casal o convenceu a fazer um “trabalho jornalístico convencional”, mas tudo com o aval deles. “Eu contei a eles antecipadamente que eu precisava colocar algumas perguntas bastante pontuais”, explicou.

Os duques de Sussex, Harry e Meghan, com o filhinho Archie Harrison durante viagem à África. (Foto: Getty)

Para ele, que conseguiu cumprir seu objetivo, o resultado final mostrou um casal fragilizado após tantas polêmicas. “Eu acho que a realidade que eu encontrei foi apenas de um casal que parecia um pouquinho magoado e vulnerável”, opinou Bradby. Tadinhos dos ícones, gente!

Nessa viagem ao lado dos duques de Sussex, Tom pôde ter momentos particulares e próximos do casal, nos quais aproveitou para incentivá-los a serem sinceros. “Eu disse, ‘Bom, escuta, vamos apenas ir ali e contar a verdade como você a vê e o que acontecer, aconteceu'”, recordou o jornalista sobre suas conversas com Harry. Mas, de acordo com ele, o príncipe sempre responde honestamente, “para o bem ou para o mal”.

De qualquer forma, com toda a repercussão sobre seu documentário, Tom acredita que fez as escolhas certas nesse processo. Para ele, o mais importante foi ter cautela ao lidar com a “vulnerabilidade” de Meghan e Harry. “Eu acho que com saúde mental e todo o resto disso, você precisa ser muito cuidadoso com as palavras que você usa, mas aquela foi a história que eu encontrei e, jornalisticamente, parecia a coisa certa a fazer, tentar contar essa história da forma mais empática que eu pudesse”, declarou. Assista à entrevista aqui:

Entenda o caso

De acordo com o E! News, parece que os familiares mais próximos acharam a atitude de Meghan e Harry um tanto quanto equivocada no “An African Journey”. “Eles ficaram bastante surpresos com a quantidade de detalhes pessoais revelados por Meghan e Harry”, disse o informante.

Um detalhe em especial do documentário teria deixado a realeza britânica um pouco chocada. O fato do filho de Diana ter contado sobre o afastamento que existe entre ele e o irmão William não foi visto com bons olhos. “Eles se esforçaram muito nos últimos meses para minimizar os rumores sobre isso”, afirmou a fonte.

“Ninguém sabe ao certo aonde Harry e Meghan pretendem chegar com tudo isso, já que é uma tradição da família real manter os assuntos pessoais mais guardados e não dar tantos detalhes. É justo dizer que há um profundo sentimento de desconforto nas famílias reais sobre a direção em que tudo isso está indo”, completou o entrevistado para o E! News.

Príncipe William, Príncipe Harry, Meghan Markle e Kate Middleton (Foto: Paul Grover- WPA Pool/Getty Images)

No documentário, Harry confirmou que houve, sim, um afastamento entre ele e o irmão William. “Com a pressão que essa família enfrenta, inevitavelmente as coisas acontecem. Mas nós somos irmãos e sempre vamos ser irmãos. Como irmãos, nós temos dias bons e dias ruins”, disse em um dos trechos.

Já sua esposa Meghan Markle desabafou sobre as críticas que recebeu da mídia enquanto estava grávida do pequeno Archie. “Qualquer mulher, especialmente quando você está grávida, você está realmente vulnerável, então [este momento] foi tornado realmente desafiador. Quando você tem um recém-nascido, você sabe. Especialmente como mulher, é muita coisa. Você adiciona isso no topo de ser uma nova mãe e tentar ser uma recém-casada”, disse no documentário. Olha só:

Vixe, gente! Apesar de ter causado estranhamento na família, vamos relevar… Os dois estavam só precisando desabafar!