Harry e Meghan abrirão mão de títulos e terão de devolver valor milionário após afastamento da realeza; entenda!

Finalmente temos um desfecho! Foi anunciado hoje (18) pelo Palácio de Buckingham, o acordo imposto a príncipe Harry e Meghan Markle para se afastarem das funções oficiais da realeza britânica. Em um comunicado oficial, foi informado que o casal não receberá mais financiamento público para deveres reais, mantendo patrocínios e associações pessoais, mas não mais podendo representar a rainha oficialmente.

Além disso, os dois abrirão mão dos títulos de “suas altezas reais”. Isso não significa que Harry deixe, instantaneamente, de ser um príncipe. Ambos sempre serão conhecidos como os duques de Sussex, somente não usarão a designação formalmente.

Por fim, Harry e Meghan terão de devolver em torno de 2,4 milhões de libras (cerca de R$13 milhões), provenientes d0s contribuintes britânicos, usados para reformar a mansão dos dois. Agora, eles passarão a pagar aluguel e estão livres para fechar quaisquer negócios comerciais que quiserem, contanto que continuem defendendo os valores da monarquia.

Harry e Meghan estão oficialmente afastados da realeza. (Foto: Getty)

Confira a declaração completa do Palácio de Buckingham:

“O duque e a duquesa de Sussex são gratos a Sua Majestade e à Família Real por seu apoio contínuo enquanto embarcam no próximo capítulo de suas vidas.

Conforme acordado neste novo arranjo, eles entendem que são obrigados a se afastar dos deveres reais, incluindo as nomeações militares oficiais. Eles não receberão mais fundos públicos para os deveres reais.

Com a bênção da rainha, os Sussex continuarão mantendo seus patrocínios e associações particulares. Embora não possam mais representar formalmente a rainha, os Sussex deixaram claro que tudo o que fizerem continuará a defender os valores de Sua Majestade.

Os Sussexes não usarão seus títulos de HRH, pois não são mais membros da Família Real.

O duque e a duquesa de Sussex compartilharam seu desejo de reembolsar as despesas do Sovereign Grant pela reforma do Frogmore Cottage, que continuará sendo sua casa familiar no Reino Unido.

O Palácio de Buckingham não comenta os detalhes dos arranjos de segurança. Existem processos independentes bem estabelecidos para determinar a necessidade de segurança com financiamento público.

Este novo modelo entrará em vigor na primavera de 2020″.

Em um outro comunicado, compartilhado hoje (18) nas redes dos duques de Sussex, Elizabeth se manifestou em prol da escolha do neto, e se disse orgulhosa de Meghan, acabando com todas as especulações sobre um mal-estar entre a atriz e sua família.

(Foto: Reprodução/Getty)

Confira o comunicado na íntegra:

“Após muitos meses de conversas e recentes discussões, fico feliz em dizer que juntos encontramos uma forma construtiva de seguir em frente para meu neto e sua família.

Harry, Meghan e Archie serão sempre membros muito amados de minha família.

Eu reconheço os desafios pelos quais eles passaram como resultado de escrutínio nos últimos dois anos e apoio o desejo deles de uma vida mais independente. 

Quero agradecê-los por todo trabalho e dedicação por esse país, à Comunidade das Nações e além, e estou particularmente muito orgulhosa de como Meghan se tornou parte da família tão rápido.

Minha família inteira deseja que o acordo feito hoje os permitam construir uma nova vida feliz e pacífica”.