Raul

Youtuber Raulzito tem prisão preventiva decretada pelo MP-RJ após denúncias de abusos sexuais contra crianças

O influenciador digital Raulino de Oliveira Maciel, conhecido como Raulzito, foi denunciado por estupro de vulnerável e teve a prisão preventiva decretada nesta segunda-feira (23), pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ). O rapaz é acusado de cometer abusos sexuais contra crianças de 10 e 11 anos, entre os meses de fevereiro e meio deste ano.

A denúncia especifica que os abusos teriam ocorrido por pelo menos quatro vezes, dentro da casa de uma das vítimas, em Niterói. Mais sete casos suspeitos foram denunciados em São Paulo, Paraíba e Santa Catarina. No dia 27 de julho, a polícia já havia pedido a prisão temporária do youtuber e uma busca em seu domicílio. Porém, quando os oficiais foram cumprir o mandado, Maciel não estava em sua casa em São Caetano do Sul, Grande São Paulo. Após 14 horas de viagem, os agentes o encontraram em Santa Catarina.

Após fatos noticiados por mãe de uma das vítimas que dirigiu-se à DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima) após ouvir relato de seu próprio filho dos abusos que sofrera desde o mês de fevereiro até meados de maio, outra vítima, também menor de doze anos, confirmou na sede da DCAV que também sofreu abusos e foram tantas as vezes que ambas não sabem ordenar cronologicamente de que maneira ocorreram“, explicou a polícia, na época.

Continua depois da Publicidade

Raulzito coleciona mais de 200 mil seguidores no Instagram e é famoso por transmitir suas partidas virtuais de videogame na internet. A maioria de seus espectadores é constituída por crianças e adolescentes, público-alvo desses jogos. Segundo a denúncia, as investigações descobriram que “o denunciado, aproveitando-se do seu papel de celebridade, escolhia crianças com idade entre 10 a 11 anos, direta ou indiretamente ligadas ao meio artístico, e invariavelmente de cor branca, cabelos lisos e longos. A aproximação se dava, normalmente, por meio do aplicativo Instagram, fonte de informações sobre as crianças e familiares“.

No caso da vítima que mora em Niterói, o influenciador fez sua aproximação através do aplicativo de fotos, comentando nos posts do garoto e dizendo que gostaria de conhecer os locais onde foram tirados seus registros. “A mãe da vítima, sem motivo para desconfiar da idoneidade do famoso youtuber, e por vê-lo invariavelmente acompanhado de crianças nas redes sociais, concordou em aproximar seu filho do denunciado, ajustando com o mesmo hospedá-lo em sua residência e mostrar ao influenciador o trabalho da vítima, abrindo-lhe as portas junto ao meio artístico“, disse o MP.

Sendo assim, o acusado viajou para Niterói em 5 de fevereiro. Nessa e em outras três ocasiões em que se hospedou na casa, Raulzito convidou a segunda vítima e sua mãe até o local. Eles se conheciam desde outubro de 2020, aproximando-se com a mesma tática adotada com o primeiro garoto. “No quarto da criança, sem os olhares das mães, que achavam que o influenciador realizava brincadeiras lúdicas com as duas crianças, Raulzito cometeu os infames crimes, que consistiam em brincadeiras de cunho sexual, com a prática de abusos“, relatou a denúncia.

Continua depois da Publicidade

Segundo a Polícia Civil, os perfis das vítimas vêm revelando que Raulzito já cometia os atos há anos e contava com o silêncio das crianças, sem o conhecimento de seus responsáveis. O artigo 217-A do Código Penal explica que a pena pelo crime de praticar ato libidinoso com crianças menores de 14 anos é de oito a quinze anos de reclusão.

SBT se manifesta

Em nota, o SBT esclareceu que o acusado integrava o quadro de streamers da emissora, mas que não faz mais parte do grupo. “O SBT informa que o youtuber Raulino de Oliveira Maciel, o ‘Raulzito’, não integra mais o quadro de streamers de SBT Games, do qual fez parte desde o início deste ano. Ele era produtor de conteúdo não exclusivo da plataforma, não tendo nesta condição direito algum em usar o nome da emissora em negociações fora das propriedades de SBT Games. O SBT aguarda a elucidação dos fatos e resultado da investigação, que resultou na prisão do youtuber na manhã desta terça-feira (27)“, disse o comunicado.