Fotojet (56)

Andrew Garfield revela motivo surpreendente pelo qual perdeu papel em “As Crônicas de Nárnia”: “Estava obcecado”

Em entrevista ao Entertainment Tonight, o ator falou da expectativa para conseguir um dos papéis principais da franquia, e o motivo surpreendente que o tirou da disputa

Nada como um dia após o outro, né? Atualmente, Andrew Garfield tem uma legião de fãs por sua atuação como Homem-Aranha, e de quebra o astro faturou um Globo de Ouro por seu trabalho no musical “Tick, Tick… Boom”. Mas, em um passado não tão distante, ele recebeu um “não” para entrar na franquia “As Crônicas de Nárnia”. O motivo? Acreditem: por “não ser bonito o suficiente”.

Em entrevista ao Entertainment Tonight, o ator relembrou que estava na expectativa para dar vida ao personagem Príncipe Caspian no filme de 2008. “Eu fiz o teste para o Príncipe Caspian em ‘As Crônicas de Nárnia’ e pensei: ‘Posso conseguir, posso conseguir’. E aquele lindo e brilhante ator Ben Barnes acabou conseguindo o papel. Acho que estavam entre mim e ele, e lembro que estava obcecado”, contou Andrew.

O ator recordou que ficou tão decepcionado na época que precisava de respostas, por isso sua agente revelou o motivo: “Ela acabou cedendo às minhas reclamações incessantes e disse: ‘É porque eles não acham que você é bonito o suficiente, Andrew’. Ben Barnes é um homem muito bonito e talentoso. Então, olhando para trás, não estou descontente com a decisão e acho que ele fez um belo trabalho”.

Fotojet (55)
Papel do Príncipe Caspian ficou nas mãos de Ben Barnes. Fotos: Getty

[ALERTA DE SPOILERS! O trecho a seguir contém informações de “Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa”] De qualquer jeito, tudo o que aconteceu foi para melhor. Em 2012, Andrew Garfield estreou como Peter Parker no filme “O Espetacular Homem-Aranha”. No final do ano passado, ele voltou a vestir o uniforme do herói para o longa “Sem Volta Para Casa”, protagonizado por Tom Holland e com a participação de Tobey Maguire, o primeiro astro a dar vida ao personagem. Inclusive, Garfield admitiu que manter o segredo do “feat” com os três atores nas telas foi uma das coisas mais difíceis que já precisou fazer.

Continua depois da Publicidade

“Houve momentos em que eu fiquei tipo, ‘Deus, eu odeio mentir’. E continuei me imaginando puramente como fã desse personagem, o que não é difícil de fazer. Eu me coloquei naquela posição de ‘Bem, o que eu gostaria de saber? Eu gostaria de ser enganado? Eu gostaria de ficar na ponta dos pés adivinhando? Eu gostaria de descobrir quando fosse ao cinema? Eu gostaria de estar adivinhando, adivinhando, adivinhando'”, refletiu o ator.