Ash

“Não Olhe Para Cima”: Personagens do novo fenômeno da Netflix são comparados a Bolsonaro e outras personalidades brasileiras – confira

Personagens do filme “Não Olhe Para Cima”, lançado na Netflix na última sexta (24), têm sido comparados a personalidades brasileiras como Jair Bolsonaro e seu filho, Carlos.

[AVISO: ESSE POST CONTÉM SPOILERS DO FILME “NÃO OLHE PARA CIMA”]

Lançado na última sexta-feira (24) na Netflix, o filme “Não Olhe Para Cima” vem dando o que falar… Isto porque, além do elenco de peso, que reúne astros como Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence, Meryl Streep, Cate Blanchet, Jonah Hill, Timotheé Chalamet, Ariana Grande, Mark Rylance e Chris Evans, o longa aborda de maneira satírica temas relevantes e bastante atuais — especialmente para nós brasileiros.

A trama acompanha Dr. Randall Mindy (DiCaprio) e Kate Dibiasky (Lawrence), dois cientistas que têm a difícil missão de alertar a humanidade sobre um cometa que está em rota de colisão contra a Terra, com dimensões suficientes para aniquilar nosso planeta. Após serem descredibilizados pela mídia, eles procuram pela presidente dos EUA, Orlean (Streep) — que está mais preocupada com a própria imagem durante o período de eleições, do que com problemas sociais de fato. Os astrônomos então travam uma luta árdua contra fake news, desinformação, negacionismo, lideranças corruptas e empresários que se aproveitam da catástrofe.

Não, você não foi o único a achar essa história familiar. Nas redes sociais, muitos telespectadores têm comparado os personagens caricatos do filme com personalidades brasileiras. Como não lembrar de Jair Bolsonaro minimizando os efeitos da pandemia da Covid-19, ao ver a presidente Orlean dar de ombros para o apocalipse iminente, na produção? Carlos Bolsonaro também veio na mente dos internautas toda vez que Jason Orlean (Hill), filho mimado e petulante da chefe de Estado, aparecia em cena.

“Ninguém poderia interpretar melhor o Bolsonaro do que a Meryl Streep no filme ‘Não Olhe Para Cima'”, escreveu um perfil no Twitter. “Eu gostei de ‘Não Olhe Para Cima’… Botaram até o Carluxo no filme”, ironizou Bic Müller. “Se eu fosse o mito processava o diretor e o elenco do filme ‘Não olhe para cima’ por plágio descarado da atual política (e parte da sociedade) brasileira. Tem lá os negacionistas, o Carluxo, o general Heleno, além do próprio Jair, é claro. Di Caprio comunista miserável”, analisou o maestro Carlos Prazeres.

A personagem Kate Dibiasky, por sua vez, foi comparada com Natalia Pasternak, microbiologista e fundadora do Instituto Questão de Ciência. No ano passado, a brasileira protagonizou um momento emblemático durante participação no “Jornal da Cultura”, ao criticar o “humor” e “leveza” muitas vezes utilizados para lidar com a negação à ciência. E é exatamente por esse motivo que a astrônoma Kate Dibiasky perde as estribeiras, em certo trecho do longa, ao noticiar a descoberta do asteróide em um telejornal que parece não levar o assunto muito a sério.

A semelhança entre a fala da cientista brasileira e a cena descrita é tão impressionante que a própria Natalia a repercutiu em suas redes. “Caros Adam McKey (diretor) e Leonardo DiCaprio, obrigada pelo ótimo filme. Não consegui marcar Jennifer Lawrence no post. Não sei se vocês sabem, mas o filme se encaixa perfeitamente ao cenário do Brasil. Essa sou eu em um noticiário, no ano passado, comentando uma reportagem sobre tratar o descrédito à ciência de forma branda e humorada…”, escreveu, resgatando ainda o vídeo em questão.

Já Dr. Randall Mindy chegou a ser relacionado ao biólogo, pesquisador e doutor em virologia, Atila Iamarino. Ele, entretanto, discorda. “Acho o personagem do DiCaprio bem mais compatível com o Neil Ferguson do que comigo”, declarou, mencionando o epidemiologista britânico e professor de biologia matemática.

Não pense, entretanto, que os comentários pararam por aí. Dentre as comparações, temos ainda a do empresário bilionário Peter Isher com Luciano Hang, dono da Havan; do general Themes (que faz dinheiro com a revenda de produtos gratuitos) com o ex-ministro da saúde, Eduardo Pazuello e, por fim, do militar controverso Benedict Drask com General Heleno, Chefe do Gabinete de Segurança de Bolsonaro. Confira:

Assista à entrevista de Hugo Gloss com Meryl Streep, Leonardo DiCaprio, Jennifer Lawrence e Adam McKay: