“Pantera Negra”: Marvel e Disney tomam decisão sobre futuro da saga após morte de Chadwick Boseman

Na última sexta-feira (28), a morte repentina de Chadwick Boseman pegou de surpresa uma legião de fãs pelo mundo. Após a triste perda do astro de “Pantera Negra”, a The Hollywood Reporter revelou nesta quarta (02), a decisão da Marvel e da Disney quanto à história do super-herói — que estava prevista para ganhar uma continuação até 2022.

De acordo com fontes da Disney, o estúdio pretende apenas focar seus esforços em homenagear Boseman e processar o luto de sua perda. Segundo eles, uma sequência de “Pantera Negra” deve ficar em segundo plano na empresa, ao menos por enquanto. As produções interconectadas do Universo Cinematográfico da Marvel também devem ser afetadas, visto que o rei de Wakanda participou dos filmes “Capitão América: Guerra Civil” e em “Vingadores”.

Por enquanto, a Disney e a Marvel devem focar seus esforços em homenagear Chadwick Boseman. (Foto: Reprodução/Disney)

Insiders próximos ao ator disseram que, uma semana antes de sua morte, Chadwick estava convencido de que venceria o seu câncer de cólon e que poderia ganhar peso novamente para a sequência de “Pantera Negra” – que teria sua produção iniciada em março, e contaria com as preparações para filmagens em setembro. No entanto, nenhum membro da equipe do filme sabia do estado de saúde do protagonista.

Segundo a “THR”, além de familiares do artista, apenas um seleto número de pessoas sabia que Boseman lutava contra o câncer nos últimos quatro anos, incluindo Logan Coles, um parceiro de produção; o agente Michael Greene; o ator e personal trainer Addison Henderson; e o diretor Brian Helgeland.

Chadwick Boseman optou por manter sua luta contra o câncer em segredo. (Foto: Getty)

Questionado sobre a situação em questão, em que a Marvel não tinha avaliado o estado de saúde do ator, Schuyler Moore, advogado especialista no setor de entretenimento, explicou: [Os exames médicos] são mais predominantes na indústria do Cinema independente. Às vezes, grandes estúdios tentam fazer seguro para algum ator em especial, mas eles normalmente têm algum motivo particular para fazer isso. Caso contrário, os estúdios simplesmente vão dar de ombros para o risco [de doenças ou de morte].

Possíveis alternativas

A publicação ainda pontuou que o desafio que a Disney enfrentará numa possível sequência será muito difícil, visto que Chadwick Boseman era indubitavelmente o rosto e o nome por trás do “Pantera Negra”. Entretanto, a publicação expôs duas das opções mais prováveis: a escalação de outro ator para o papel principal, ou tornar a irmã de T’Challa no filme, Shuri (Letitia Wright), a heroína da trama.

No primeiro caso, a revista afirma que muitos atores devem ficar receosos em assumir o posto de Boseman, visto que os fãs naturalmente fariam uma série de comparações. Quanto à segunda opção, a publicação avalia que seria uma alternativa “mais defensável”, visto que o cenário também se alinha com alguns acontecimentos retratados na série de quadrinhos na qual o longa é inspirado.

A personagem de Letitia Wright, Shuri, é uma das alternativas da Disney para prosseguir com “Pantera Negra”. (Foto: Reprodução/Disney)

Seja como for, a ausência de Boseman na trama é algo imensurável para a franquia. Sobre isso, Ryan Coogler – diretor do filme – desabafou em sua emocionante carta ao ator. “Passei o último ano preparando, imaginando e escrevendo as palavras para que ele as dissesse, algo que nós não estávamos destinados a ver. Me deixa abalado saber que não verei mais um close dele novamente no monitor, nem caminhar em sua direção para pedir por um novo take”, escreveu.

Após a morte de Chadwick Boseman, um grande time de artistas homenageou o ator por todo seu legado no cinema. Recentemente, Letitia Wright e Michael B. Jordan fizeram declarações comoventes em despedida ao astro, de quem eram muito próximos. Confira as homenagens na íntegra clicando aqui e aqui.