Justin Lin Getty

Velozes e Furiosos 10: Diretor deixou longa após atitudes de Vin Diesel, diz jornal; saiba o que rolou nos bastidores

Justin Lin já dirigiu cinco filmes da franquia e anunciou a saída de “Velozes e Furiosos 10”, na semana passada

Justin Lin, que até então dirigia “Velozes e Furiosos 10“, deixou o cargo publicamente na semana passada sem explicar suas motivações. Agora, uma fonte ligada à produção do filme revelou ao New York Daily News nesta segunda-feira (2) que o profissional abriu mão do posto por desavenças com Vin Diesel, estrela da saga.

“Nunca vi nada assim, o Lin está abdicando de algo entre US$ 10 milhões e US$ 20 milhões. O Diesel chega atrasado no set. Ele não lembra as falas dele. E está fora de forma”, afirmou a testemunha à publicação. Como informado por Justin no comunicado publicado nas redes sociais do filme, ele segue como produtor do longa-metragem, mas abriu mão da função e do salário de diretor.

Lin já dirigiu cinco filmes da franquia da Universal: “Velozes e Furiosos: Desafio em Tóquio” (2006), “Velozes e Furiosos 4” (2009), “Velozes e Furiosos 5” (2011), “Velozes e Furiosos 6” (2013) e “Velozes e Furiosos 9” (2021). O substituto do diretor ainda não foi divulgado. Tanto ele, quanto Diesel, não comentaram publicamente as afirmações da fonte ao site nova-iorquino.

Também à publicação, a testemunha revelou que o décimo filme da franquia estaria custando algo entre US$ 600 mil (R$ 2,9 milhões) e US$ 1 milhão (R$ 4,97 milhões) por dia aos cofres do estúdio.

66605792 2328126847269627 4533955669238518752 N
Vin Diesel e Justin Lin no set de filmagem da franquia “Velozes e Furiosos”. (Foto: Reprodução/Instagram)

Na semana passada, Lin deixou um comunicado emocionante sobre sua saída. “Com o apoio do [estúdio] Universal, tomei a difícil decisão de voltar atrás e não ser mais o diretor de ‘Velozes 10’, enquanto permaneço no projeto como produtor. Ao longo de 10 anos e cinco filmes, conseguimos filmar com os melhores atores, fazer as melhores acrobacias e as melhores cenas de perseguições de carro. Em uma nota pessoal, como filho de imigrantes asiáticos, tenho orgulho de ajudar a construir a franquia mais diversificada da história do cinema. Serei eternamente grato ao incrível elenco, equipe e produtora por seu apoio e por me receber na família ‘Velozes’”, escreveu. Veja a íntegra:

Histórico de brigas

Os fãs de Velozes e Furiosos conhecem bem o histórico de brigas que envolvem o elenco. Vin Diesel e Dwayne Johnson, intérprete de Luke Hobbs, tiveram um baita desentendimento na vida real. The Rock então decidiu deixar a franquia após o oitavo filme, de 2017. Em novembro do ano passado, Diesel fez um apelo nas redes sociais, clamando pela volta do ex-colega de elenco para o décimo longa, citando até Paul Walker (falecido em 2013, em um acidente de carro).

Vin Diesel e The Rock ficaram anos sem se falar. (Fotos: Reprodução)

Eu disse a você anos atrás que eu cumpriria minha promessa ao Pablo (Paul Walker). Eu jurei que nós chegaríamos e teríamos o melhor ‘Velozes’ no final, que é o 10! Eu digo isso por amor… Mas você tem que aparecer, não deixe a franquia parada, você tem um papel importante a fazer. O Hobbs não pode ser interpretado por mais ninguém. Espero que você esteja à altura da ocasião e cumpra o seu destino”, escreveu Diesel.

Continua depois da Publicidade

No entanto, um mês após o pedido público, The Rock afirmou que já havia avisado Diesel que não pretendia retornar e acusou o ex-colega de manipulação. “O post recente de Vin foi um exemplo da sua manipulação. Não gostei que ele tenha citado os seus filhos no post, nem a morte de Paul Walker. Deixe-os fora disto. O meu objetivo sempre foi terminar a minha incrível jornada com esta incrível franquia de ‘Velozes e Furiosos’ com gratidão e graça. É lamentável que este diálogo público tenha deixado as águas turvas”, declarou Dwayne à CNN. Saiba mais detalhes aqui.