Fotojet (47)

Chefão da máfia italiana é encontrado pela polícia após 20 anos foragido graças ao Google Maps; entenda

Membro do grupo mafioso siciliano conhecido como Stidda, Gioacchino Gammino era procurado há cerca de 20 anos

Sorte do dia: você não foi fotografado pelo Google Maps — e nem está sendo procurado pela polícia! Kkkk Parece até mentira, mas o recurso da plataforma que oferece fotos para que as pessoas visualizem os locais onde vão visitar, acabou resultando na prisão de um chefe da máfia italiana. De acordo com a BBC nesta quarta-feira (5), Gioacchino Gammino, de 61 anos, foi encontrado em Galapagar, na Espanha, graças aos cliques feitos pelo Street View.

A publicação relatou que o criminoso se casou e vivia na cidade com o nome falso de Manuel. Como as autoridades já desconfiavam que Gammino estava no país europeu, a foto despertou suspeitas nos oficiais assim que foi vista online e uma investigação mais minuciosa foi iniciada. No clique, o mafioso está em frente a uma mercearia conversando com um homem.

Gioacchino, que era membro de um grupo mafioso siciliano conhecido como Stidda, escapou de uma prisão em Roma no ano de 2002, e foi condenado à prisão perpétua no ano seguinte por assassinato. Desde então, ele estava na lista dos criminosos mais procurados.

122593455 Mediaitem122593454.jpg
Paradeiro de mafioso italiano foi descoberto graças a foto do Google. Foto: Reprodução

Como o rosto das pessoas fica desfocado nas fotos da plataforma, a placa da mercearia foi fundamental para solucionar o paradeiro de Gammino. Ao olhar melhor os arredores da loja El Huerto de Manu, ou Jardim de Manu em português, as autoridades localizaram o restaurante Cocina de Manu, especializado em receitas da cozinha siciliana. O estabelecimento tinha uma página no Facebook, e foi lá que os investigadores encontraram Manuel, ou melhor dizendo, Gioacchino Gammino, vestido como chef de cozinha nas imagens.

Continua depois da Publicidade

Já que muitos anos tinham se passado, o reconhecimento foi feito pela cicatriz que o criminoso tem no queixo. A prisão foi feita no dia 17 de dezembro, mas somente hoje foi divulgada para a imprensa. Depois de sua prisão, Gammino teria dito à polícia: “Como você me encontrou? Eu não liguei para a minha família por 10 anos”. O mafioso está sob custódia na Espanha e a polícia italiana espera levá-lo de volta à Itália até o final de fevereiro, revelou Nicola Altiero, vice-diretor da unidade policial italiana antimáfia, à agência de notícias Reuters.