Briga Generalizada

BBB22: Brothers protagonizam barraco e gritaria generalizada após formação de paredão; vem assistir e entender

A briga começou depois que Gustavo resolveu cobrar Natália por ter votado nele, mesmo prometendo que protegeria o brother

Veio aí! A madrugada desta segunda-feira (7) pegou fogo no BBB22 e, finalmente, tivemos uma treta de respeito no programa! Depois da formação do paredão, Gustavo ficou com sangue nos olhos por ter sido o mais votado pela casa – apesar de ter se livrado da berlinda na prova ‘Bate e Volta’. O curitibano tirou satisfações com Natália, o que desencadeou uma briga generalizada entre a galera.

Gustavo reclama de Natália

Durante a semana, Natália havia garantido para Gustavo que não votaria no brother, mas acabou voltando atrás para proteger seu affair, Eliezer. Não demorou para que o loiro cobrasse a “traição” da sister. “Confiei, hein?! Tu sabe o que faz, mas eu confiei na tua palavra“, disse ele.

Eliezer, que estava no mesmo local, se intrometeu: “Não adianta ameaçar ela por causa de um voto“. “Eu ameacei? Ah, cala a boca, Eli. Fica quieto. Você não sabe o que ela falou pra mim, eu só disse ‘confiei na tua palavra’“, retrucou Gustavo. Gaguejando, o carioca tentou argumentar: “Você acabou de ameaçar ela, o voto é dela, não seu. Você chegou e fez assim [com a cabeça], você fez isso“.

Continua depois da Publicidade

Ele não está errado, ele tá certo. Não foi uma ameaça, em momento nenhum… Eu não queria, mas pra mim, eu não podia ser neutra. Duas pessoas que eu gosto muito, só que é a mesma coisa que tu, deita com a Laís, você gosta muito de nós duas. Tá (sic) eu e a Laís no fogo, quem você vai proteger? Laís, óbvio!“, argumentou Natália. Gustavo, então, ironizou: “Não é tão óbvio assim. A pessoa que deita comigo não me protegeu, você com o Eli, protegeu ele. Mesmo falando que não votaria em mim. É só isso“.

A sister seguiu tentando explicar seu ponto de vista. “Eu não queria. Foi devido a uma conversa que a gente (ela e Eli) teve. Tanto que eu virei e falei assim ‘vou conversar com ele’ e você estava no quarto na hora que você ouviu. Não, calma. Sabe por quê? Uma coisa que eu não sou é falsa e fingida. Quando eu dei minha palavra para outras pessoas aqui dentro, eu não votei. PA, naquela semana que estava no quarto, eu falei ‘PA eu não voto’“, disse ela. “Mas votou em mim. Todo mundo sabia desde a tarde que era eu ou o Eli, e mesmo assim você disse que não votaria em mim“, respondeu o advogado.

A discussão do trio vira um barraco generalizado

A treta se potencializou quando a mineira envolveu os outros brothers do quarto grunge em sua justificativa. “Eu sinto que vocês, meninos, têm, sim, se juntado. Inclusive você Douglas [Silva], e criado tipo uma fortaleza, sim. Então, eu queria saber…“, afirmou Natália, sendo interrompida pelos rapazes, que aumentaram as vozes. “Eu sinto que vocês estão assim e meu medo aqui dentro é querer ficar numa rede de proteção, eu só queria ver se era esse posicionamento dos meninos de me colocar de protegida. Eu queria saber se era sincero de vocês, se vocês gostam realmente de mim. Porque fica parecendo que vocês só vão estar comigo, quando eu estiver com vocês“, continuou ela.

Continua depois da Publicidade

Douglas, então, rebateu: “Escuta, olha para mim. Você vai me ouvir ou vai querer falar? Não quero ficar batendo boca com você, eu quero que você escute também, só está falando, só está gritando. Botando meu nome numa discussão que eu não tenho nada a ver. O problema é você e ele“. “Independente disso, eu vou estar com você. Eu quero saber a mesma coisa do Pedro, eu quero saber a mesma coisa“, insistiu Natália. “Já te falei, qualquer coisa que você quiser saber sobre mim, alguma coisa, o que você vai fazer? Vem até mim“, respondeu Douglas Silva.

Lina também se envolveu, concordando com o argumento da amiga. “Rede de proteção é não se votar… Não é sobre você ou em quem você vota. Rede de proteção é sobre um coletivo“, ponderou a cantora. “Ela (Natália) está criticando que eu não votei em nenhum deles (do Quarto Lollipop). Só votei em você (Lina), nela (Jessilane) e na Natália. É isso. Então, eles fazem parte de uma rede de proteção? Não“, retrucou Pedro Sccoby.

Ué, eu posso fazer uma rede de proteção? Eu protejo eles e que hoje eu não votei no Eli, que eu poderia ter votado nele. O que tem a ver? É que no final eu falei: ‘não vou criar uma coisa que não existe na minha cabeça e vou em quem vota em mim’. Está tudo certo. Eu tenho uma boa relação com ela (Jessilane). A gente está tentando melhorar a nossa relação, melhorou, se afastou um pouco e está tudo certo. Eu tinha que escolher alguém como ela poderia me escolher e está tudo certo, mas vocês estão inventando coisa… Para quebrar a sua cara mais uma vez porque você está inventando coisa“, alfinetou o surfista.

Continua depois da Publicidade

Paulo André também respondeu. “Você generalizou uma parada. Quando foi que eu te chamei para conversar sobre jogo ou tipo querer saber de você“, questionou ele. “Você está me julgando. Você disse: ‘os meninos estão em uma rede de proteção… Você tá estressada porque você não cumpriu sua palavra com ele (Gustavo)”, reclamou Pedro Scooby, no meio de uma gritaria generalizada. O foco da briga, então, se virou para PA. “Você acha que a gente vai votar em você e não é assim“, disse ela. “Foi (sic) você, Jessi, Lina e Tiago que me colocaram no paredão“, relembrou o atleta, falando sobre a dinâmica em que o quarteto teve que indicar uma pessoa à berlinda e o escolheu.

É do início“, justificou ela. “Que início, faz duas semanas. Foi dois paredões passados. O nome que saiu foi qual?“, exaltou-se o atleta, assim como Scooby. “E pra quê você veio aqui?“, gritou Natália. “Idem! Quando você recebeu sete votos da casa, eu poderia muito bem ter votado em você, mas não votei… Não dá pra entender, e ela veio pra quê? Pra prometer algo pros outros e não cumprir?“, provocou PA.

Continua depois da Publicidade

Treta termina com gritaria e alfinetadas

No meio da gritaria, Gustavo ainda cutucou o “casal”, dando a entender que Eli teria usado Natália. “Ele pagou de casalzinho para você na última noite e você caiu“, disparou ele. “Você não coloque palavras na minha boca, porque você não sabe“, retrucou o designer. “Você colocou na minha“, disse o curitibano. “A briga é minha“, interrompeu a modelo. Eita! Finalmente o parquinho pegou fogo…