Bbb22 Lais Natalia

BBB22: Laís diz ter “medo” de Natália, e dispara: “Olhar maquiavélico”; Situações na casa levantam debate sobre racismo — assista

Em conversa com Eslovênia e Bárbara, a médica relatou sua percepção sobre Natália. Outras cenas também repercutiram na web

Indicada a mais um paredão, Natália tem se sentido muito mal e deslocada no “BBB 22”. Na tarde de hoje (31), a mineira teve de ser consolada e desabafou sobre o que tem vivido. Enquanto isso, sua presença também incomoda alguns brothers e sisters. Laís assumiu ter “medo” da participante. Ainda, uma outra atitude da médica rendeu críticas e acusações de racismo na web.

Medo após olhar de Natália

Durante uma conversa no quarto Lollipop, Laís assumiu ter medo de Natália. “Tô com medo dela! Tô com medo dela! A cara que eu vi ela olhando pra Jade hoje. Ela tava no sofá agora que a gente voltou do negócio”, afirmou a médica. “Eu não confio”, disse Bárbara.

“Ela tava lá assim, sabe um olhar meio maquiavélico? Tipo assim, ergueu a sobrancelha assim”, descreveu a goiana sobre o que a incomodou em Natália. “Tipo um olhar, não sei se inveja, ou de ‘não confio em você’”, relatou ela para Eslovênia e Bárbara.

Continua depois da Publicidade

Lágrimas e desabafos

Toda essa pressão parece ter batido em Natália, que passou o dia cabisbaixa e foi consolada pelas amigas. No quarto grunge, ela chorou copiosamente nos braços de Linn da Quebrada. “Foi muito estranho”, disse ela. “Tão triste… Dá uma pressão, né? Ai, amiga… Vai dar tudo certo!”, acolheu a cantora.

Pouco depois, Natália foi ao banheiro e voltou a chorar. Enquanto estava sozinha, ela também desabafou: “Ai, pai, sua filha não tá aguentando mais ser forte, não”. Em um momento posterior, Naiara Azevedo se compadeceu da colega e também a consolou com um abraço.

Público sugere racismo em cena

Pouco antes da formação do paredão deste domingo (30), algumas sisters protagonizaram um momento que causou debate nas redes sociais. Enquanto conversavam próximas ao banheiro, Eslovênia assumiu que votaria em Natália. “Acho que eu vou em Natalia”, disse ela. Instantes depois, Laís apontou pro sanitário, mostrando que Natália estava ali ouvindo tudo, quando Bárbara saiu correndo. “Aqui dá pra ouvir tudo, essas paredes têm ouvido”, comentou Maria.

Continua depois da Publicidade

Na sequência, enquanto as amigas riam, Laís saiu correndo, fazendo movimentos com os braços e as pernas flexionadas. Eslovênia repetiu os gestos algum tempo depois. “Certeza que a gente é chacota lá fora”, disse Maria. Nas redes sociais, parte do público interpretou as atitudes como uma imitação dos gestos de um macaco, acusando-as de racismo. Por outro lado, alguns entenderam que ambas estavam apenas imitando a postura de Bárbara. Também teve quem afirmou que elas imitaram um macaco, mas em referência ao “mico” que tinham pagado. De qualquer forma, quando Natália deixou o banheiro, a sister apenas pediu: “Ai, Deus, me dá força. Só isso que eu te peço”. Assista aos trechos abaixo:

Perfis das sisters se manifestam

Diante da repercussão das cenas, alguns perfis de participantes se pronunciaram sobre o caso, como fez a equipe de Laís. Segundo eles, a atitude dela não tinha nenhuma ligação com Natália. “Esclarecendo, com vídeo sem cortes, o ocorrido que tivemos ontem no banheiro. Vemos claramente que a Laís e demais participantes estão falando sobre a Natália e quando uma delas diz que vai votar nela, a Laís imediatamente avisa que a mesma se encontra dentro do banheiro. Sendo assim, elas saem como se tivessem pagando ‘um mico’ (‘dando uma rata’), passando vergonha pela situação. Isso, mostra na verdade, que a ‘brincadeira’ entre elas não se refere à participante Natália, mas sim à situação constrangedora que acabaram de passar”, disse um comunicado.

Continua depois da Publicidade

A equipe de Maria, por sua vez, compartilhou alguns vídeos de terceiros no Instagram, reforçando que a artista não estaria a favor de qualquer injúria racial. “Maria NÃO é conivente com injúria racial. Independente de torcida, todo nosso apoio à Natalia”, escreveu o perfil. “Não temos como afirmar que isso foi em relação à Natália, mas o que a gente pode fazer é pedir investigação séria já que racismo é crime e não entretenimento”, completou o texto.

Whatsapp Image 2022 01 31 At 20.08.31
Equipe de Maria, do “BBB22”, defendem a participante após cena acusada de racismo. (Foto: Reprodução/Instagram)

Já a equipe de Eslovênia compartilhou apenas um vídeo da comentarista Luana Safire nos Stories, argumentando que não teria ocorrido racismo na cena, e que a situação não se tratava de nenhuma referência à Natália.