Equipe da Record TV sofre tentativa de atropelamento durante reportagem e imagens chocam; assista

Leandro Marques, cinegrafista da Tati TV, afiliada da Record TV em Campinas, foi atacado por motorista enquanto fazia imagens da repórter Juliana Giachinii

Onde é que o mundo vai parar? Na madrugada da última segunda-feira (14), a equipe da Tati TV, afiliada da Record TV em Campinas, interior de São Paulo, sofreu um atentado enquanto gravava uma reportagem. O episódio chocante ocorreu em frente à 2ª Delegacia Seccional de Campinas (SP).

Tudo aconteceu enquanto o cinegrafista Leandro Marques registrava imagens da repórter Juliana Giachinii. Do lado de fora do distrito policial, os dois acompanhavam uma ocorrência sobre violência doméstica, quando o motorista de um carro prateado avançou contra o profissional. Toda a ação, especialmente o momento em que Leandro é atingido pelo veículo, foi registrada pela vítima com as câmeras da emissora. Confira abaixo as imagens chocantes:

Juliana não foi feriada, mas Marques sofreu leves escoriações nas pernas e nos braços. Um exame de corpo de delito foi realizado logo na sequência do episódio. O suspeito fugiu e até o momento não foi localizado. Desconfiados de que o motorista seria conhecido da vítima tema da reportagem, policiais mostraram as imagens do ocorrido à mulher, que não teve sua identidade revelada. Ela, entretanto, afirmou não conhecer o autor do crime.

Até o momento, o motivo do atropelamento permanece um mistério. O caso foi registrado na 2ª Seccional como lesão corporal e, na sequência, Leandro foi encaminhado ao hospital, onde recebeu atendimento. Na manhã de ontem (15), a Record TV lamentou o caso por meio de nota e forneceu informações sobre o estado de saúde do funcionário. Confira a íntegra:

“Dois colegas de trabalho nossos foram alvos de um homem descontrolado. O cinegrafista da Tati TV, afiliada da Record TV em Campinas, Leandro Marques, foi atropelado por um carro enquanto fazia imagens da repórter Juliana Giachinii, durante a gravação de uma reportagem no interior de São Paulo. Logo após atingir o Leandro, o motorista fugiu em alta velocidade. Por sorte, o cinegrafista teve apenas ferimentos leves, foi levado ao hospital, onde recebeu atendimento, mas está bem. Uma ocorrência foi registrada”, declarou.

Continua depois da Publicidade

Em solidariedade ao profissional, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo (SJSP) e a Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) se manifestaram sobre o ocorrido. Em nota, os membros da organizações demonstraram “total solidariedade” à equipe de profissionais e afirmaram que vão acompanhar os desdobramentos do caso para cobrar que sejam tomadas as providências cabíveis.

“É fundamental a imediata identificação e punição do responsável por esse ataque contra os profissionais, que se soma à uma preocupante frequência de atentados contra a vida de jornalistas durante o exercício da atividade profissional”, disse o comunicado.