Véiculo norte-coreano falou sobre "Round 6". (Fotos: Youngkyu Park/Netflix)

Round 6: Internautas apontam distorções na tradução de legendas da série: “Perdemos muito dos personagens”; assista!

A nova série da Netflix “Round 6” mal estreou e já se tornou um fenômeno de audiência mundo afora. No entanto, devido às diferenças de linguagem, muitos têm notado traduções com significados bem distintos da versão original. Recentemente, Youngmi Mayer, uma espectadora fluente em coreano, apontou uma série dessas discrepâncias na produção.

Youngmi refletiu que algumas mudanças fizeram até que alguns personagens ficassem distantes de seus propósitos originais. “Sem querer soar esnobe, mas sou fluente em coreano e vi ‘Round 6’ com legendas em inglês, e se você não entende coreano, você realmente não viu a mesma série. A tradução era muito ruim. O diálogo foi escrito tão bem e zero disso foi preservado”, escreveu ela no Twitter.

Mayer também destrinchou alguns dessas “mudanças” de tradução em um vídeo no TikTok, que já chegou a quase 10 milhões de visualizações. Um dos seus principais destaques foi para as falas da jogadora 212. “Tudo que ela diz é f*dido. Acho que é porque ela é uma personagem de ‘classe baixa’ e é uma gângster”, explicou a tiktoker, apontando como a ideia original do diálogo foi distorcida. “Aleatoriamente, até em coisas que não são tão ruins. Ela diz: ‘O que você está olhando?’. E na legenda se torna: ‘Vai embora’”, apontou.

Continua depois da Publicidade

“Tudo que ela diz não está alinhando e estamos perdendo muito dessa personagem e tudo pelo que ela luta”, acrescentou Youngmi. O maior exemplo ocorre em outra cena, quando 212 tenta convencer outros personagens a jogarem o jogo com ela. “A legenda diz: ‘Eu não sou um gênio, mas eu ainda consegui resolver isso’. O que ela disse na verdade foi: ‘Eu sou muito inteligente, eu só nunca tive uma chance de estudar'”, contou a jovem.

A espectadora mostrou como a intenção original seria a de retratar a desigualdade social – algo que também aparece no grande sucesso “Parasita” (2019). “Quase tudo o que ela diz está sendo mal feito no sentido da tradução”, disse Youngmi. “Parece muito pequeno, mas é todo o propósito pelo qual a personagem está na série”, complementou ela.

Continua depois da Publicidade

Outra cena com o senhor Oh II-Nam também chamou atenção de Mayer. “É uma fala muito pequena, mas é o ponto do episódio inteiro… A tradução é: ‘Não existe propriedade entre eu e você’. E não: ‘Nós dividimos tudo’. Isso é um erro enorme. Esse é o ponto do episódio inteiro. É uma frase muito pequena, mas agora, nem faz sentido. É uma baita diferença de ideologia que os autores querem passar pra você, sabe? Está me deixando com muita raiva”, assumiu ela. Confira o vídeo abaixo:

Pelo Twitter, vários outros internautas compartilharam da mesma experiência de Mayer e dividiram suas percepções. “Meu namorado e eu somos miscigenados, e apesar de nenhum de nós ser fluente em coreano, ele consegue entender muito mais do que eu, então a cada cinco minutos enquanto assistíamos ‘Round 6’, ele ficava dizendo: ‘Isso não é realmente o que eles disseram’. Então eu senti que eu perdi um pouquinho”, escreveu Maddie Block. Youngmi concordou: “Eu estava assistindo com meu amigo não-coreano e tinha que ficar pausando em acessos de raiva porque eu via uma legenda burra”.

Continua depois da Publicidade

A espectadora Hellen Jo admitiu ter sentido a mesma coisa. “Honestamente, eu arruinei a experiência do meu parceiro não-coreano ao assistir à série, porque a cada três minutos, eu dizia: ‘Mas isso nem é o que ela disse, deixe eu explicar como seria uma tradução mais precisa!!!’. E aí nós dois perdíamos qualquer que fosse o próximo trecho crucial da história, porque eu estava berrando”, afirmou.

Procurada pela BBC News, a Netflix não se pronunciou sobre o assunto.