Meme Doguineo

OMG! Meme “Doge” é vendido em leilão e se torna o mais caro da história; saiba os valores e detalhes

Quanto vale um meme? Bem caro, pelo visto. O viral “doge” da cachorrinha Shiba Inu, foi vendido pela bagatela de US$ 4 milhões, aproximadamente R$ 20 milhões, em um leilão virtual NFT. Com a transação, a imagem digital se tornou a mais cara já vendida na história, segundo informações da NBC News, nesta quarta-feira (17).

“Estamos extremamente felizes por fazer parte deste marco na internet, contou Don Caldwell, editor do site Know Your Meme, que autentificou o meme para garantir a venda. O certificado NFT, que significa “Non Fungible Token”, ou Token Não Fungível, em português, serve como um “selo” de originalidade para arquivos digitais, como imagens, animações, fotos, som ou texto.

Uma das imagens mais famosas da internet, o meme “doge” mostra a cadela com uma expressão de preocupação muito fofa. Ela foi tão compartilhada, que em 2019, venceu o prêmio “Meme da década”, concedido pelo Know Your Meme. A dona da cachorrinha, Atsuko Sato, que decidiu vender o retrato, relatou para a NBC que ficou chocada com a repercussão.  “Fiquei assustada com a ideia de que uma foto que postei casualmente em meu blog pudesse se espalhar pelo mundo”, comentou.

Continua depois da Publicidade

Memedentro
Atsuko Sato é dona da cachorrinha do meme (Reprodução/Reddit – Reprodução/Twitter)

Outro meme milionário

Parte do valor ganho, será doado para instituições de caridade, segundo Atsuko. “Doge” conseguiu superar aquele meme da criança olhando para o incêndio, o “Disaster Girl” que faturou no leilão US$ 411 mil, o equivalente a R$ 2,5 milhões, em abril deste ano. A imagem mostra Zoe Roth, em 2005, quando tinha quatro anos, dando um sorriso diabólico ao ver uma casa em chamas nos Estados Unidos. Foi a própria norte-americana, agora uma estudante universitária, que decidiu vender a imagem super reconhecida no mundo online.

Continua depois da Publicidade

Na época, em entrevista ao portal The Raleigh News & Observe, ela disse que pretendia dividir os lucros com a família e doar uma parte para ONGs. “Ninguém que é meme tentou fazer isso, simplesmente acabou assim. Isso é sorte? É o destino? Eu não faço ideia. Mas eu vou aceitar”, encerrou.