Andre Lamoglia Elite

André Lamoglia, brasileiro em “Elite”, revela cenas em português e conta truques para gravar sequências de sexo com galã: ‘Primeira vez que fiz’

O ator revelou detalhes da 5ª temporada da série, contou perrengues dos bastidores e falou sobre a experiência de levar o Brasil para a trama da Netflix

“Elite” acaba de ganhar um gostinho super brasileiro! O ator André Lamoglia representará o país na quinta temporada da série, que estreia nesta sexta (8), na Netflix. Em entrevista ao hugogloss.com, o brasileiro já contou tudo sobre seu personagem, abriu o jogo sobre as cenas calientes que protagonizou, e antecipou o que podemos esperar dos novos – e intensos – episódios.

André interpreta Iván, o filho de um jogador de futebol conhecido no mundo todo, e que guarda muitos segredos ao chegar na Espanha, acompanhando o pai em seu trabalho. “Ele já chega sem muita esperança de criar vínculos, porque passa pela cabeça dele que logo menos ele vai ter que se mudar. […] Mas não é o que acontece, porque a vida dá uma volta e ele acaba se aproximando bastante, criando laços fortes. Então, é um personagem de muitas camadas, que eu acho que vai dar muito o que falar, e eu diria que é bastante interessante também”, avaliou.

Andre Lamoglia Elite1
André Lamoglia interpreta Iván em “Elite”, o filho brasileiro de um famoso jogador de futebol. (Foto: Matías Uris/Netflix)

O brasileiro admitiu que sempre foi fã da produção espanhola; por isso, ficou muito honrado ao ser escalado para o elenco. “Hoje, pra mim, estar aqui atuando e trabalhando em ‘Elite’ é questão de muita felicidade e orgulho, também de poder representar o Brasil”, afirmou. Seu personagem promete trazer um pouco do país para a trama. “Eu falo português em algumas cenas. Nas cenas com meu pai, principalmente, porque meu personagem é brasileiro. Então nosso diálogo é todo em português, algumas cenas em que eu estou sozinho ou penso alto, também será em português”, contou Lamoglia, que ainda disse ter levado nossa cultura para os bastidores da atração.

Continua depois da Publicidade

Cenas quentes pela primeira vez

Iván é o novo crush de Patrick (Manu Rios) em “Elite 5” e, como sempre, o veterano faz o clima esquentar naquele colégio! Os dois protagonizam muitas cenas mais ousadas, como algumas sequências de sexo e de intimidades no chuveiro. Mas André admitiu que, antes das gravações, ficou muito preocupado porque nunca havia feito algo assim em sua carreira. Segundo ele, foi o apoio da equipe que deixou a dinâmica mais fácil. “Depois que eu cheguei aqui em Madri, que a gente teve toda a preparação, a gente começou a gravar, foi algo muito mais tranquilo do que eu imaginava. A gente tem toda uma preparação pra isso. Na hora dessas cenas, a equipe fica toda reduzida no set, naquele momento tá ali somente quem precisa estar”, contou.

Elite5 Andre1
André Lamoglia admitiu que as cenas quentes de “Elite” o deixaram preocupado… Mas que logo estava tranquilo quanto aos momentos mais íntimos. (Foto: Reprodução/Netflix)

O ator explicou que não precisou tirar toda a roupa em frente às câmeras, mas que estava confortável graças ao ambiente criado nas filmagens. “Eu não fiz nenhuma cena completamente nu, porque por mais que fosse uma cena de sexo, ou algo mais íntimo, a gente tinha uma proteção, um tapa-sexo. Eles chamam aqui de tanga. Ou alguma meia, alguma coisa assim. A equipe tá toda preparada pra esse tipo de cena, então, eu me senti particularmente confortável e cômodo quando eu tive que fazer essas cenas”, pontuou.

Continua depois da Publicidade

André ainda deu detalhes do trabalho de uma profissional no set que cuida exatamente dessas cenas íntimas, o que contribuiu para a tranquilidade: “A gente tem uma coordenadora de intimidade, que é uma pessoa justamente pra essas cenas, pra deixar a gente mais cômodo, mais preparado, trazer mais verdade pra cena”. Por fim, a distinção entre ator e personagem o fez entender que não havia com o que se preocupar. “Eu também sinto que, como ator, eu tô um pouco protegido pelo personagem, porque quem tá ali é o Iván, não o André Lamoglia. Então, eu estou ali defendendo o personagem e o que o roteiro me pede”, observou.

Mudanças no elenco

Com o passar dos anos, os personagens da primeira temporada de “Elite” foram deixando a série – o que acabou resultando num vazio para os fãs. Mas André acredita que as novas tramas e as figuras estreantes têm tudo para manter a essência da produção, que fez sucesso e conquistou o mundo. “Eu acho que a mudança de elenco, de atores, não interfere na essência de ‘Elite’. Ao contrário, ela ajuda a manter a essência. Trazendo novas tramas, novos personagens, novas coisas a mostrar pro público. Eu acho que uma coisa não interfere na outra”, opinou.

Continua depois da Publicidade

Lamoglia, inclusive, aponta que a quinta temporada será agitada justamente pelos novos integrantes da trupe – que, segundo ele, trarão uma sensação inédita para o drama da Netflix. “Um dos fatores que mais movimentará com certeza é a chegada dos novos personagens, porque eles chegam, chegando. Eles chegam trazendo um ar novo pra série, uma coisa que a gente ainda não viu nas temporadas passadas”, prometeu. Queremos ver, hein?!

Confira a entrevista na íntegra abaixo:

Hugo Gloss: O Iván, seu personagem, é filho de um jogador de futebol. E pelo trailer deu pra ver que ele vai aprontar bastante… O que o público pode esperar?

André Lamoglia: O Iván é filho de um jogador de futebol, o Cruz, que é conhecido mundialmente. Eu digo sempre que na relação de pai e filho, o Iván é o pai da relação, porque ele que tá sempre cuidando do Cruz – que tá sempre drogado, de festa… Ele é o responsável ali da relação. O Iván chega na Espanha pelo trabalho do seu pai, porque ele já vem viajando muito – cada hora que seu pai muda de clube, o Iván vai e o acompanha.

Então, ele chega aqui na Espanha, um lugar no mundo que ele conhece mais, e ele já chega sem muita esperança de criar vínculos, porque passa pela cabeça dele que logo menos ele vai ter que se mudar, porque o pai dele já vai estar em outro clube, outra equipe, e ele vai ter que deixar os amigos que ele fez. Então, ele não tem muito isso de querer se aproximar das pessoas. Mas não é o que acontece, porque a vida dá uma volta e ele acaba se aproximando bastante, criando laços fortes. Então, é um personagem de muitas camadas, que acho vai dar bastante o que falar e eu diria que é bastante interessante também.

Andre Lamoglia 2
André Lamoglia fará o primeiro personagem brasileiro de “Elite”. (Foto: Andrés García Luján)

HG: A gente sabe que “Elite” tem um público enorme no Brasil, e agora há a presença de um ator brasileiro. Você até chega a falar em português em algumas cenas, né? Teremos alguma referência, algum gostinho de Brasil na série?

AL: Realmente, o público brasileiro de “Elite” é muito forte – inclusive eu faço parte desse público, porque antes de entrar na série, eu já acompanhava. Hoje, pra mim, estar aqui atuando e trabalhando em “Elite” é questão de muita felicidade e orgulho, também de poder representar o Brasil. E sim, eu falo português em algumas cenas. Nas cenas com meu pai, principalmente, porque meu personagem é brasileiro. Então nosso diálogo é todo em português, algumas cenas em que eu estou sozinho ou penso alto, também serão em português. Fora as cenas, também um pouco nos bastidores, o que eu ensino pra galera da nossa cultura, do idioma. Então, não só nas cenas, mas também nos bastidores, a gente bota o Brasil nessa série.

Continua depois da Publicidade

HG: Já vimos também alguns trechos beeeem quentes em que você está com Manu Rios. Como foi gravar essas cenas mais cousadas?

AL: É, realmente tem bastante cenas calientes e ousadas, senão não seria “Elite”, né? (Risos) Eu vou ser sincero que, antes de eu começar a gravar e tudo, antes de chegar aqui na Espanha, quando eu fui aprovado em “Elite”, era algo que eu ficava na cabeça, pensando nessas cenas. Mais pelo fato de eu nunca ter feito uma cena parecida na minha carreira antes. Então, eu ficava pensando como seria feita, a logística, tudo isso. Depois que eu cheguei aqui em Madri, que a gente teve toda a preparação, a gente começou a gravar, foi algo muito mais tranquilo do que eu imaginava. A gente tem toda uma preparação pra isso.

Andre Lamoglia Elite (1)
André Lamoglia protagonizou muitas cenas quentes com Manu Rios em “Elite”. (Foto: Matías Uris/Netflix)

Na hora dessas cenas, a equipe fica toda reduzida no set, naquele momento tá ali somente quem precisa estar. A gente tem uma coordenadora de intimidade, que é uma pessoa justamente pra essas cenas, pra deixar a gente mais cômodo, mais preparado, trazer mais verdade pra cena. Então, é algo muito mais simples, que foi muito mais fácil de gravar do que eu imaginava. Eu também sinto que, como ator, eu tô um pouco protegido pelo personagem, porque quem tá ali é o Iván, não o André Lamoglia. Então, eu estou ali defendendo o personagem e o que o roteiro me pede.

HG: Você precisou fazer algo mais explícito, sem roupa, ou tendo que se expor? Como se sentiu quanto a isso? Foi a primeira vez que você fez algo assim em cena?

AL: Vou deixar pra sua imaginação! [Risos] Brincadeira. Foi a primeira vez que eu tive que fazer algum tipo de cena com um pouco mais de intimidade. Eu não fiz nenhuma cena completamente nu, porque por mais que fosse uma cena de sexo, ou algo mais íntimo, a gente tinha uma proteção, um tapa-sexo. Eles chamam aqui de tanga. Ou alguma meia, alguma coisa assim. A equipe tá toda preparada pra esse tipo de cena, então, eu me senti particularmente confortável e cômodo quando eu tive que fazer essas cenas.

Continua depois da Publicidade

HG: Consegue lembrar de algum perrengue nos bastidores das gravações?

AL: Bom, são muitas coisas que se passam no set! [Risos] Algo engraçado, eu lembro que um dos meus primeiros dias de gravação, eu tinha uma cena que eu tinha que chegar no quarto um pouco cansado, e eu jogava o celular numa mesinha que eu tinha do lado da cama e deitava ao mesmo tempo. Nessa mesinha, do lado da cama, tinha um quadro de vidro. Era uma das minhas primeiras cenas, eu ainda não tinha intimidade com a equipe, ainda estava me integrando.

Eu lembro que eu joguei o celular, no ensaio, e quebrou. Joguei justamente nesse quadro de vidro e quebrou o quadro. Aí teve que parar a gravação, tudo isso. (Risos) Como era um dos meus primeiros dias, imagina a cara que eu não fiquei?! Às vezes, tem cenas noturnas que fazem muito frio e a gente tem que estar com uma roupa mais de verão, então essas cenas são bem complicadas. Às vezes, tem que fazer cena mergulhando num lago, na piscina, e às vezes tá frio pra caramba também, e por aí vai…

Andre Lamoglia 1 (1)
Também não faltaram perrengues pra André Lamoglia ao gravar no exterior com a nova equipe. (Foto: Claudio Carpi)

HG: “Elite” já levou quatro temporadas ao ar, é um dos maiores fenômenos da Netflix, mas muito se fala sobre as mudanças de elenco e personagens que aconteceram naturalmente com o tempo. Como os novos personagens mantêm a mesma essência de “Elite”? O que você acha que mais movimentará a trama nessa leva?! 

AL: Eu acho que a essência de “Elite” vem de muitos fatores, ela vem do fator suspense que tem em cada episódio, cada temporada. A complexidade de cada personagem da trama que eles têm, porque geralmente não são personagens simples, ao contrário, são personagens bem complexos. Não são personagens que são ou bonzinhos, ou malvados, e é isso. Não, eles sempre têm alguma coisinha ali escondida, uma surpresinha pra mostrar pro público.

Eu acho que a mudança de elenco, de atores, não interfere na essência de “Elite”. Ao contrário, ela ajuda a manter a essência. Trazendo novas tramas, novos personagens, novas coisas a mostrar pro público. Eu acho que uma coisa não interfere na outra. Um dos fatores que mais movimentará com certeza é a chegada dos novos personagens, porque eles chegam, chegando. Eles chegam trazendo um ar novo pra série, uma coisa que a gente ainda não viu nas temporadas passadas. Deixa com um gostinho de quero ver mais. E, com certeza, o suspense que em toda temporada tem e segura a gente do início ao fim em “Elite”.

Dsc01383 A2 Rgb (1)
André Lamoglia acredita que a chegada de novos alunos a “Elite”, como Iván, agitará a série e manterá a essência original. (Foto: Divulgação/Netflix)

HG: Como foi o seu próprio ensino médio? Tinha algo de parecido com a trama, ou alguma semelhança com o seu personagem na série?

AL: Pra falar a verdade, meu ensino médio foi bem diferente do que eu vivi em “Elite”. Acho que é mais fácil falar das diferenças do que das semelhanças, nesse caso. Enquanto em “Elite” a galera tá ali de festa, sempre drogado, transando no banheiro, de tudo, eu, no caso, no ensino médio estava combinando com meus amigos de ir pra praia, sair pro shopping. Perguntava como é que tinha sido a prova, quanto é que eles tinham tirado. Falava bem ou mal de algum professor. [Risos] E longe de estar resolvendo crime que alguém cometeu, por exemplo, quem matou quem.