Thumb Gloss Rebelde Ig (2)

Exclusivo: Possível turnê, retorno de antigos personagens e diversidade sexual: Elenco de ‘Rebelde’ conta TUDO para Hugo Gloss sobre a nova série da Netflix; assista

Os atores ainda falaram sobre a responsabilidade de embarcar em um projeto que já conquistou fãs pelo mundo todo

Y soy rebelde! Ah, que saudade estávamos de cantar isso! Nesta quarta-feira (5), a Netflix liberou os oito episódios de “Rebelde”, aguardado reboot da novela homônima de 2004. O universo continua o mesmo – nos corredores da Elite Way School – mas os personagens, dramas, conflitos e músicas são novinhos em folha!

A nova produção se preocupou em honrar e homenagear a versão antiga, mas sem se esquecer de trazer elementos mais contemporâneos para a trama. Tem romance LGBTQIA+, canções originais, triângulos amorosos e muito mais! O hugogloss.com conversou com Alejandro Puente, Andrea Chaparro, Franco Masini, Giovanna Grigio e Selene, alguns dos protagonistas do seriado, que contaram um pouco mais sobre os bastidores e toda a preparação para encarar esse projeto.

Na série, seis adolescentes formarão a banda principal: Jana Cohen (Azul Guaita), garota que já chega na escola sendo uma popstar, Esteban (Sergio Mayer Mori), talentoso músico e compositor, Dixon (Jerónimo Cantillo), rapper que não se importa com a opinião dos demais, Andi (Selene), baterista cheia de atitude, MJ (Andrea), menina ingênua e alegre, e Luka Colucci (Franco), playboy com problemas familiares e dificuldades para formar amizades.

Apaixonados por música, os seis se juntarão para tentar vencer a tão esperada “Batalha das Bandas”. Para isso, eles terão que impressionar dois dos veteranos mais talentosos do colégio, o filho de um político importante, Sebastián Langarica (Alejandro), e a brasileira Emilia, vivida por Grigio.

Para dar ainda mais um clima de nostalgia aos telespectadores, a nova produção convidou duas atrizes muito especiais para reprisarem seus papéis: Celina Ferrer, personagem de Estefanía Villarreal, que agora é a diretora do colégio Elite Way School, e Pilar Gandía, vivida novamente por Karla Cossío, que se tornou mãe de Jana Cohen (Azul Guaita). Para os novos atores, essas participações ajudaram a criar um clima de conforto.

É uma volta da nostalgia. Estefanía nos traz a magia de Celina Ferrer, de Rebelde, ou seja, MJ é super fã, eu também me emocionei muito de poder dividir a câmera com Estefanía Villarreal, incrível. ‘Te amo, garota!’ Ela é nossa rainha… Celina é a diretora durona“, contou Chaparro.

Para todos os atores, um coisa é clara: a responsabilidade de estrelar uma produção tão amada no mundo todo é grande! Mas o elenco está empenhado em conquistar até os fãs mais receosos com um reboot. “É uma coisa muito importante. Eu sei disso e estou orgulhoso de poder recontar essa história… Eu quero agradar os fãs mais fechados. Acho que nós queremos isso, o elenco. Porque é um projeto que foi feito com muito amor. Não queremos menosprezar a versão anterior, pelo contrário. Nós a abraçamos com muito amor e queremos que o público consiga sentir isso. Todos os fãs são bem-vindos“, ressaltou Alejandro.

Continua depois da Publicidade

Com a nova versão, vieram também novas músicas… será que as ouviremos ao vivo em breve? “Vocês vão seguir os mesmos passos de, talvez, fazer shows pelo mundo, turnês?“, questionou Hugo Gloss. “Seria uma coisa maravilhosa poder fazer shows. Mas, agora, estamos focados na série, é o que estamos fazendo agora. Mas, sim. Cantamos muitas músicas da versão anterior, canções novas, que também é uma coisa diferente. Você sabe, porque não é a mesma coisa um cover e uma música nova. Então, isso é emocionante“, relembrou Puente.

Se a original mexicana ignorava a diversidade sexual, a nova versão da Netflix finalmente retrata a comunidade LGBTQIA+, com membros como Emilia (Giovanna Grigio), Andi (Selene) e Franco Colucci (Franco Masini). O bonitão comentou o avanço narrativo e elogiou a forma como o tema foi abordado com naturalidade. “Acho que é um pouco da linha que a série segue, de trazer mais à atualidade. Trazer essa coisa que os jovens na verdade veem como uma coisa muito natural, não botam rótulos, e isso é outra coisa interessante da série. Como transformaram uma coisa de uma geração anterior em algo atual, com novos personagens, novos conflitos, novas maneiras de pensar e de sentir, sem prejudicar a maneira com que cada um pensa e isso vai ser visto na série. Eu acho que é algo interessante. O meu personagem, obviamente, toca nesse tema, mas de uma maneira muito natural. E existe uma sinergia entre todos, que nem questionam isso. É algo que é assim e ponto“, analisou Masini.

Rebelde Reboot Netflix Uniforme Elenco Tudo Que Sabemos Lista Serie Widelg
O elenco se dedicou a aulas de música para arrasar na série. (Foto: Divulgação)

Dá pra dizer que, em certo ponto, sim, te apontam dedos [no colégio]. Mas os outros personagens mostram o quão ridículo é apontar o dedo. Ou seja, mais atacado do que seria essa pessoa de determinado grupo, quem sai por ridículo é o que ataca, porque o que é isso? O que importa agora?“, observou a intérprete de MJ. “Claro“, concordou Franco.

A música também é praticamente um personagem da série, que tem grande importância para os alunos. Para viver esse desafio, os atores tiveram que se preparar e aprimorar o que já sabiam fazer. “A preparação vinha de toda a paixão que já tínhamos por música e por arte. Eu toco piano, mas não sei ler música, acho que a MJ, sim, sabe ler música. Mas aprendi como fazer versões, transformar as músicas, a preparação era mais na emoção de poder compartilhar minha voz com vocês“, contou Chaparro.

Continua depois da Publicidade

Acho que eles aproveitaram para potencializar as qualidades musicais que cada ator trazia. E isso foi aproveitado na série“, pontuou o ator por trás de Colucci. “Nós tivemos aulas de muitas coisas. Eu tive aulas de canto, eu canto há muitos anos, mas tive aulas de novo. Tive aulas de guitarra. Pra tocar guitarra muito melhor, porque eu tocava guitarra, mas não como o Sebas, porque Sebas é um músico. Sebas é extraordinário em sua música. Então, tivemos aulas de tudo. De piano, de guitarra, de coreografia pra dançar também“, relembrou Alejandro.

Uma coisa eles prometeram e por aqui queremos: muita rebeldia! “Algo importante é que todos são rebeldes por alguma coisa. Cada personagem tem a sua rebeldia interna e a representa na série“, refletiu Andrea. Amo! Assista à entrevista na íntegra: