Fotojet (11)

Arboleda, zagueiro do São Paulo, é flagrado em balada clandestina e debocha para as câmeras: “Não devo nada pra ninguém, tô de boa”; Clube toma providências e jogador se desculpa

Na madrugada desta sexta-feira (28), o zagueiro do São Paulo, o equatoriano Roberth Arboleda, e o atacante David Neres, do Ajax, foram flagrados pela Polícia Civil em uma balada clandestina na Vila Regente Feijó, na capital paulista, que em meio ao agravamento da pandemia da Covid-19 no estado, contava com 124 pessoas aglomeradas. Com a chegada das autoridades, a festa foi encerrada e quase todos os presentes, liberados.

Ficaram detidos os representantes do estabelecimento e os dois jogadores foram encaminhados, na mesma viatura, à Delegacia de Crime contra a Saúde Pública, onde foram interrogados até as 3h10. Ao deixar o local, Arboleda foi abordado pela imprensa. Questionado por um jornalista da Band sobre como se sentia após ser flagrado na festa clandestina, o zagueiro debochou: “Não devo nada pra ninguém. Tô de boa! Que [balada] clandestina, filho? Vocês não sabem nada, só falam por falar”. Inacreditável… Assista:

Horas após a blitz, o governo de SP divulgou um vídeo da operação. Nas imagens é possível ver as pessoas aglomeradas e consumindo bebidas alcoólicas, e o momento em que os jogadores são levados para a delegacia. O dono da boate chegou a distribuir máscaras aos clientes, ao perceber a fiscalização. Quinze das cento e vinte e quatro pessoas que curtiam a festa ilegal, não conseguiram vestir o item de proteção. A boate, segundo o G1, pode ser multada em R$ 200 mil.

Posição do São Paulo FC

O São Paulo Futebol Clube emitiu uma nota avisando que o zagueiro será isolado para cumprir quarentena e será multado por ter comparecido à festa. Com isso, o equatoriano não participará da estreia do Campeonato Brasileiro, amanhã (29), contra o Fluminense, no estádio do Morumbi.

“O São Paulo Futebol Clube lamenta o ocorrido com o jogador Robert Arboleda, nesta madrugada, na Zona Leste, da Capital. Diante de tal fato, o atleta ficará isolado nos próximos dias, sendo testado diariamente até termos a convicção de que não se infectou. O jogador será multado, e a punição administrativa convertida em cestas básicas doadas ao G10 Favelas”, anunciou o clube.

Pedido de desculpas

Na manhã dessa sexta-feira (28), o jogador usou as redes sociais para se manifestar sobre o caso. “Gostaria de me desculpar com todos pelo ocorrido nessa madrugada. De forma impulsiva, tomei uma decisão que sei não ser a melhor. Claro que tenho noção da gravidade da pandemia de Covid-19 no Brasil, assim como em meu país natal, o Equador, e reitero que tomei uma decisão errada e impulsiva em comparecer ao local, mesmo que tenha tomado todas as precauções necessárias e usado máscara o tempo todo”, declarou.

Logo em seguida, veio o pedido de desculpas. “Peço desculpas a todos que desapontei com essa ação, e reafirmo que, na saída do local, eu obviamente não quis menosprezar a pandemia no país, apenas queria afastar o repórter que estava me perseguindo. Novamente, desculpa a todos que eu tenha prejudicado com essas ações e aguardo as consequências desse ato, e espero que em breve possamos todos sair juntos desse momento difícil que vivemos”, encerrou.

189807257 5495119507225286 6460093383188155527 N
Pedido de desculpas de Arboleda. (Foto: Reprodução/Instagram)

Arboleda não é o primeiro jogador de futebol flagrado em festa clandestina pela Polícia Civil. Em março, Gabigol, atacante do Flamengo, foi pego em um cassino com mais de 200 pessoas, na Vila Olímpia, em São Paulo. O jogador paulista pagou uma multa de R$ 110 mil em acordo proposto pelo MP-SP (Ministério Público do Estado de São Paulo).