Johnny E Amber

Johnny Depp depõe em julgamento, classifica acusações de Amber Heard como “diabólicas” e cita filhos

O ator está pedindo uma quantia alta pelas alegações feitas pela ex-mulher, de que teria sido violentada

Johnny Depp deu seu testemunho nesta terça-feira (19), em um processo que move contra a ex-esposa Amber Heard por difamação. Segundo o ator, as alegações de Amber sobre ter sofrido violência doméstica são “diabólicas”. No caso, que ocorre no tribunal de Virginia, nos Estados Unidos, Depp pede uma indenização de US$ 50 milhões – cerca de R$ 233.510.000,00.

Sobre as denúncias da atriz, Johnny disse: “Foi um choque completo, só não precisava ir nessa direção, já que nunca aconteceu nada do tipo… Houve discussões e coisas dessa natureza, mas nunca cheguei ao ponto de atingir a Sra. Heard de qualquer maneira, assim como eu nunca bati em ninguém na minha vida“.

O astro de “Piratas do Caribe” alegou que seu “objetivo é a verdade”. “Era minha responsabilidade não apenas limpar meu nome… eu queria poupar meus filhos dessa coisa horrível que eles leram sobre o pai deles, que não era verdade“, afirmou Depp.

Continua depois da Publicidade

Diante de um auditório lotado, o ator fez questão de relembrar momentos marcantes de sua vida, como a infância conturbada e cercada por violência. Ele também falou sobre o início de sua carreira, e tomou o cuidado de se apresentar como uma pessoa que dá grande importância para sua profissão.

Amber também terá a oportunidade de contar seu lado na história ao longo do processo. Os dois já haviam se enfrentado nos tribunais em 2020, quando testemunharam no caso em que Johnny processou o tabloide “The Sun”, após ser chamado de “batedor de esposas”. O ator acabou perdendo a ação.