Fotojet (7)

Claudia Leitte se manifesta e pede desculpas por resposta evasiva no “Altas Horas”: “Quero me redimir”; assista

Na noite dessa segunda-feira (24), Claudia Leitte veio a público se manifestar sobre sua participação controversa no “Altas Horas” do último sábado (22). Durante o programa, a cantora foi questionada sobre situações que a indignavam e, ao contrário dos outros convidados, Ana Maria Braga, Deborah Secco e padre Júlio Lancelotti, que citaram problemas sociais do Brasil como a miséria nas ruas e a falta de vacinas, a loira resolveu se isentar.

“A minha indignação? Eu tenho um coração pacificador. Eu me indigno, sou capaz de virar tudo pelo avesso, de chutar as barracas, mas eu acho que todo mundo tem um lugar onde pode brilhar uma luz para desfazer o que está acontecendo. E se essa luz se acende, obviamente, não vai ter escuridão”, declarou a artista, na ocasião. A resposta evasiva, num momento em que o Brasil enfrenta uma das maiores crises da história, com 450 mil mortes para a Covid-19, foi bastante criticada na web.

Através de um vídeo publicado em suas redes sociais, Claudia assumiu que deveria ter aproveitado o espaço e usado sua voz e influência para protestar. “Foi me dada a oportunidade – e aos outros convidados também – de falar sobre nossas indignações. Mais do que um desabafo, era um momento em que eu precisava muito ter consciência do meu papel social. E eu não tive. Não sei por que cargas d’água eu dei uma resposta evasiva naquele momento e desde que saí do programa, estou reflexiva”, começou.

Em seguida, a artista listou as coisas que a revoltam no Brasil e que deveria ter exposto no “Altas Horas”. “Eu precisava ter falado das minhas indignações para levantar questões, discussões saudáveis, conversas. Eu precisava ter falado que me indigna o fato de que as pessoas não usam máscaras. Continuam aglomerando, promovendo aglomerações, incitando aglomerações. Isso mata, tá comprovado. O número alarmante de mortes é desesperador”, lamentou.

Leitte pontuou ainda: “O noticiário sangra todos os dias. O número de pessoas passando fome é revoltante, é triste, é desesperador. Sufoca. E eu não falei sobre isso. Não falei sobre as mulheres que sofrem violência doméstica e não têm abrigo. Não falei que eu me indigno com o fato de que não tem vacina para todo mundo no meu país”.

Por fim, a cantora assumiu que errou e pediu perdão aos fãs. “Isso me indigna e não poderia ter deixado essa oportunidade passar. Vim aqui para pedir desculpas porque não usei da ferramenta que eu tenho para fazer alguma diferença. Quero me redimir disso e não quero mais fazer isso. Posso ser um agente de mudanças, eis me aqui”, encerrou. Assista ao desabafo na íntegra: