Danni Suzuki Porchat

Danni Suzuki conta que via espíritos quando criança, e revela como interrompeu visões: “Suava de pingar”; assista!

Charlie, Charlie, você está aqui? Melhor não saber a resposta… Nesta terça-feira (10), Danni Suzuki foi uma das convidadas com “Que História é Essa, Porchat?”. Durante o programa, a atriz revisitou sua infância e lembrou quando via “com detalhes” um espírito de uma criança na casa em que morava.

Segundo Danni, as imagens eram bem vívidas. “Eu quando era criança via uma menina constantemente no meu quarto. Via com detalhes, ela só não tinha a bolinha do olho. Meu apartamento no Grajaú era muito pequenininho, dormia minha irmã na cama de cima e eu na de puxar e já não sobrava mais espaço, era a cama da minha avó. Tinha um cabideiro que ficava no finalzinho da cama, era onde a gente botava as fantasias de minha avó”, recordou Suzuki, de acordo com o UOL.

Danni Suzuki Porchat1
Danni Suzuki contou que chegou a suar muito numa das aparições da menina. (Foto: Reprodução/GNT)

A atriz contou que o espírito da criança ainda parecia falar com ela e suas familiares. “Toda noite eu ficava olhando pro cabideiro e eu via a menina ali. Sempre a mesma menina. Ficava chamando minha irmã, minha avó, às vezes eu levantava, acendia a luz, ela sumia. Mas eu apagava, ela estava ali com clareza. Ficou alguns anos na minha vida, eu criança, vendo aquela menina”, mencionou.

Continua depois da Publicidade

A situação só chegou ao fim quando Danni virou a noite em orações, desesperada e pedindo para não ver mais a menininha: “Um dia eu tava ali. Eu suava de pingar. Eu olhei, ela não tava no cabideiro, ela tava sentada na ponta da minha cama. Eu botei o cobertor debaixo da perna e rezei tanto. O dia clareou e eu rezando, pedindo pelo amor de Deus que eu nunca mais queria. E nunca mais eu vi. Só tinha a sensação quando eu saía no corredor do prédio”.

O tempo passou e Danni retornou ao antigo apartamento após seus 40 anos, já adulta. A experiência, no entanto, também não foi das mais simples… A estrela se assustou ao se deparar com um pôster de Jesus na porta do imóvel. “Eu cheguei, me arrepiou o cabelo até em cima. Parece um filme. Falei ‘já deu, legal, matei a saudade’. Mas depois da reza forte, eu nunca mais vi. Eu rezei muito, muito. Senti o suor escorregar”, recordou ela. Sufoco!

Continua depois da Publicidade

Ao longo do programa, Danni também contou outra história bizarra, de quando bêbados a ajudaram a fazer um pouso de emergência. Durante um voo na região amazônica, havia escurecido e o piloto não encontrava um lugar para aterrissar. Quando tudo parecia perdido e o chefe do aviãozinho já estava em desespero, eis que os amigos num bar, no solo, acharam uma solução muito inusitada. “Viram que o avião tava rodando em círculos, há muito tempo, a gasolina acabando, e fizeram uma pista com carro e moto”, contou Suzuki, que foi salva por um fio. Muita tensão!