Elon Musk Twitter

Elon Musk revela qual pessoa expulsa do Twitter ele permitiria retornar, após fazer oferta bilionária pela rede social

Depois de dar seu lance para a compra da rede social em abril, o empresário comentou sobre o tema em entrevista ao Financial Times hoje (10)

Elon Musk comentou nesta terça-feira (10) sobre a suspensão do ex-presidente americano, Donald Trump, do Twitter. Em entrevista ao Financial Times, o bilionário afirmou que reverteria a decisão, e explicou por que tomaria tal atitude.

“Não foi correto banir Donald Trump. Acho que foi um erro porque alienou uma grande parte do país e isso não acabou com a voz de Trump. Isso fez [a voz] se amplificar entre a direita. É por isso que é moralmente errado e totalmente estúpido”, declarou.

Ainda no tema, o magnata disse que banimentos permanentes devem ser extremamente raros e reservados apenas para bots ou contas spam. Em abril deste ano, o Twitter anunciou que aceitou uma oferta de compra da plataforma por US$ 44 bilhões (R$ 215 bilhões) feita pelo empresário. A transição precisa da aprovação formal dos acionistas da empresa e dos órgãos regulatórios. A previsão é que o negócio se concretize ainda este ano.

The 2022 Met Gala Celebrating "in America: An Anthology Of Fashion" Arrivals
Elon Musk, durante o MET Gala 2022. (Foto: Getty)

O ex-presidente Donald Trump foi suspenso do Twitter e de outras redes sociais após ser acusado de incitar violência entre seus apoiadores. A decisão veio três dias após um grupo de trumpistas invadir o Capitólio dos EUA, em janeiro de 2020, contestando a vitória de Joe Biden na corrida presidencial.

Desde o banimento, o político recorreu à Truth Social para se comunicar com seu público. A rede social foi desenvolvida pela Trump Media & Technology Group, companhia fundada pelo próprio empresário naquele mesmo mês. Quando a oferta de compra do Twitter por Musk se tornou pública, o ex-presidente dos EUA afirmou que ainda não consideraria voltar para lá, mesmo que sua conta seja restabelecida.

Continua depois da Publicidade

Compra do Twitter

Fundador de outras empresas, como Tesla e Space X, Elon Musk é um assíduo usuário da rede social. Após a proposta de compra ser aceita, ele prometeu “melhorias” na plataforma. “Quero tornar o Twitter melhor do que nunca, aprimorando o produto com novos recursos, tornando os algoritmos de código aberto para aumentar a confiança, derrotando bots de spam e autenticando todos os humanos”, ponderou.

Continua depois da Publicidade

“A liberdade de expressão é a base de uma democracia em funcionamento e o Twitter é a praça da cidade digital onde assuntos vitais para o futuro da humanidade são debatidos”, acrescentou, na época. Em abril deste ano, a revista Forbes divulgou sua tradicional lista das pessoas mais ricas do mundo e o bilionário apareceu pela primeira vez no topo do ranking. A fortuna de Musk foi estimada em US$ 219 bilhões (R$ 1,021 trilhão). Saiba todos os detalhes aqui.