Filhas de Demi Moore recordam lado sombrio da atriz em pior fase do vício: “Um monstro”

Hoje em dia, Demi Moore vive uma nova fase em sua vida. Em setembro, a atriz lançou sua polêmica autobiografia “Inside Out”, em que recorda diversas situações tristes pelas quais já passou. Apesar de este ciclo já ter terminado, as mágoas ficam. Desta vez, foram suas filhas que abriram o jogo e foram sinceronas sobre a dificuldade de lidar com a mãe quando ela estava sob efeito das drogas, quando eram mais jovens.

Rumer e Tallulah Willis participaram do “Red Table Talk”, programa de Jada Pinkett Smith, ao lado da mãe. As duas não pouparam palavras para descrever as fases sombrias de Demi, enquanto entorpecida. “Era como se o sol tivesse se posto, e um monstro tivesse chegado”, recordou a irmã mais nova. Para Rumer, o sentimento também não era diferente: “Era irritante”.

Demi Moore e as filhas, Rumer e Tallulah, no “Red Table Talk”, com Jada Pinkett-Smith e sua família. (Foto: Divulgação/Facebook)

Após terem vivido tais circunstâncias, as meninas mencionaram a “inversão de papéis” que presenciaram com a estrela. “Era super estranho”, iniciou Tallulah. “E havia momentos em que eu ficava brava e recordo de ter ficado muito chateada, e meio que tratava ela como criança e falava com ela como uma criança”, continuou uma das filhas de Bruce Willis.

Com tudo isso, não foi possível evitar uma outra questão: a ansiedade que afligia as jovens. “Eu me lembro da ansiedade que vinha no meu corpo quando eu podia sentir os olhos dela se fechando um pouquinho mais, o jeito que ela estava falando, ou se ela seria muito mais afetuosa comigo se ela não estivesse sóbria”, pontuou Tallulah.

De acordo com o E! News, que também confirmou as informações prévias sobre o programa, o episódio completo de Demi e suas filhas no “Red Table Talk” vai ao ar no dia 12 de novembro. Refletindo sobre tudo, deve ter sido difícil encarar depoimentos como esses, que tocam diretamente na ferida. Mas Moore está pronta para se abrir sobre o que quer que tenha acontecido em sua vida.

Demi também tirara essa história do fundo do baú no “Inside Out”. De acordo com ela, o incidente foi o fundo do poço de sua vida, além de quase ter causado sua morte. Na época, ela já tinha perdido muito peso, e sofria a dor de ter descoberto a traição do ex-marido, Kutcher, com uma jovem de 22 anos.

Demi Moore e Ashton Kutcher (Fotos: Getty)

Durante uma festinha com a filha, a atriz perdeu a mão no uso das drogas. “Fiz o que as outras pessoas estavam fazendo: inalei uma quantidade de óxido nitroso e, quando fez efeito, me afundei no sofá da minha sala de estar, e tomei uma baforada de uma maconha sintética (chamada Diablo, apropriadamente)”, relata.

Demi Moore deu detalhes inclusive do momento em que teve a convulsão. “A próxima coisa que me lembro, tudo ficou embaçado e eu pude me ver de cima. Eu estava flutuando para fora do meu corpo em cores intensas, e parecia que talvez essa fosse minha chance: eu poderia deixar para trás a dor e a vergonha da minha vida”, contou. Os convidados chamaram uma ambulância, e Rumer teria ficado completamente apavorada ao ver a situação da mãe.

A estrela do filme “Striptease” pagou um preço alto pelo seu vício. Depois do episódio, tanto seus filhos como o ex-marido Bruce Willis se afastaram dela e ficaram um bom tempo sem dirigir uma palavra para a atriz. As coisas só melhoraram depois que ela se internou em uma clínica de reabilitação.