Famosos

Mariah Carey vence processo judicial e se livra de indenização milionária

Kaio Rocha - Publicado em 30/08/2018 às 16:52
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Mariah Carey é afrontosa sim e podemos provar! Toda essa história abaixo começa em 2016, quando vários shows da musa aqui na América do Sul foram cancelados e acabaram resultando em muitas indenizações contra a empresa que estava responsável pela vinda da diva.

Segundo a revista Vanity Fair, Mariah processou a FEG Entretenimientos S.A por não ter recebido nenhum pagamento pelas performances que estavam marcadas e eles logo responderam com um contra processo, acusando a cantora de difamação. “Devastada, meus shows no Chile, Argentina e Brasil tiveram que ser cancelados. Meus fãs merecem mais do que como alguns desses promoters tratam eles”, escreveu Carey no tweet que resultou na ação judicial contra ela.

Mariah Carey se apresentando no AHF World AIDS DAY (Foto: Getty)

*LEIA TAMBÉM
Em nova entrevista, Kanye West pede desculpas por comentário polêmico sobre escravidão

‘America’s Got Talent’: Participante faz Simon Cowell chorar e garante vaga na semifinal do programa; assista!

No caso, os promoters afirmaram que esse comentário feito por Mariah era falso e difamatório, e que causou alguns danos irreparáveis para a reputação deles com os artistas. Nesta quarta-feira (29), o juiz dispensou o caso e acabou considerando o tweet como uma opinião que não causaria nenhum dano a FEG, que pediu US$ 2 milhões pela “difamação” e US$ 1 milhão pelas apresentações canceladas, totalizando assim US$ 3 milhões (aproximadamente R$ 12 milhões).

De acordo com o site The Blast, Mariah está livre do pedido maior (US$ 2 milhões), mas sua companhia de entretenimento talvez deverá pagar a quantia de US$ 1 milhão pelos shows que foram descumpridos.