Famosos

Normani revela como está sua relação com meninas do Fifth Harmony e comenta inseguranças que sentia na época do grupo

Marina Amaro - Publicado em 10/01/2019 às 16:33
Compartilhe: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Pinterest Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no E-mail

Em entrevista para a Billboard, da qual é a capa de janeiro, a ex-Fifth Harmony Normani ofereceu ao público uma visão melhor sobre quem ela é fora do famoso grupo que surgiu no “The X Factor”. A começar por quando é pedida para escolher entre a menina do Destiny’s Child com a qual mais se assemelha. Depois de muito pensar, Normani declara: “Eu me vejo na Kelly. Como garota negra, ela arrasa”. A revista, então, a compara com Kelly Rowland: as duas não são necessariamente as estrelas óbvias dos grupos que participaram, mas tem muito talento como cantoras, confiança e acharam seu lugar no mundo.

Aos 22 anos, Normani já passou mais de meia década tentando descobrir quem é dentro de um grupo musical. A cantora tinha apenas 15 anos quando fez teste para o reality show que a levou à fama. Agora, ela precisa se afirmar não como um quinto do Fifth Harmony, mas como uma jovem garota negra que canta música pop. E ela está encontrando sucesso em sua empreitada. Normani colaborou com Khalid no hit “Love Lies”, que dominou as rádios, paradas e eventualmente chegou no top 10 da Billboard. A cantora também abriu para Ariana Grande durante a turnê mundial “Sweetener”.

Escrevendo para seu álbum, Normani encontrou um senso de controle criativo e uma oportunidade para usar sua voz como nunca tivera até então. “Há tanto que eu preciso tirar do meu peito”, conta à publicação. “E existe uma responsabilidade que eu tenho como mulher negra — uma das poucas que tem a chance de ser bem sucedida. Até no meio comercial, não há muitas de nós. Especialmente garotas da minha tonalidade. Tipo, ser afro-americana é uma coisa, mas garotas da minha cor é diferente. Só existe eu e a SZA. Quem mais?”, pergunta, apontando para a própria pele.

Normani também revelou que, apesar do carinho que sente pela época, fazer parte do Fifth Harmony a deixava muito insegura, sem espaço para ser ela mesma. “Em tantas sessões, eu chorava como nunca chorei antes”, lembra, citando a música “No Way”, na qual ela era a única integrante do quinteto relegada a fazer vocais de fundo. Momentos como esse exacerbavam o sentimento que ela tinha desde que era uma das três estudantes negras em uma escola de ensino fundamental predominantemente branca. “Era algo subconsciente”, explica. “Você pensa: ‘por que eu sou a menos seguida do grupo?’ Mesmo que você não reconheça que está prestando atenção, isso afunda a sua confiança. Você se preocupa: ‘Sou eu? É porque eu sou negra? Ou eu simplesmente não sou talentosa?”, admite.

Na bolha do Fifth Harmony, Normani passou 24 horas por dia dividindo tudo com as outras meninas, de absorventes à sentimentos, mas sua experiência racial era solitária. Em 2016, ela recebeu ameaças de morte e xingamentos racistas após fãs de Camila Cabello se irritarem com algo que ela disse em uma entrevista no Facebook Live. Na época, Camila pediu aos fãs para pararem. “Elas tentavam me ajudar do melhor jeito que podiam”, Normani diz a respeito das ex-colegas de grupo. “Mas eu não acho que elas conseguiam, porque não é a experiência delas. Eu posso dar crédito a elas por tentarem me apoiar, mas ao mesmo tempo… as garotas não passavam pelas mesmas coisas que eu passei”, diz à Billboard, claramente mexida com o assunto.

Normani revela que, apesar dela e das outras meninas terem sido genuinamente próximas na época do grupo, elas não se falam com muita frequência agora. Apesar disso, as ex-Fifth Harmony ainda são amigáveis umas com as outras, principalmente quando se encontram em eventos. No entanto, Normani não dá mais atenção para perguntas sobre quem odeia quem, do mesmo jeito que ignora questões sobre quem será a mais bem sucedida em carreira solo.

“Honestamente? Eu estou em um lugar tão maravilhoso que não alimento nada disso”, garante. “Eu sou muito abençoada para me permitir focar nisso. Esse é o meu momento, assim como a Camila teve o momento dela. Eu estão tão orgulhosa de tudo que ela está fazendo. Ela foi indicada a um Grammy! Isso é incrível. E todas vindo de que grupo? Fifth Harmony. Eu sei que todas nós somos mais do que capazes de fazer isso”. Ela faz uma pausa e então acrescenta: “Eu passei a acreditar que sou talentosa. Antes, eu não acreditava nisso completamente”. 

É sim, Normani! Maravilhosa!

* Leia também:

— Ex-colegas de Fifth Harmony, Normani e Lauren Jauregui comentam indicações de Camila Cabello ao Grammy

— Camila Cabello; Shawn Mendes; Dua Lipa; Cardi B; Normani e mais arrasam em festival de Natal nos EUA; vem ver!

— Camila Cabello revela detalhes de encontro com Normani e fala sobre Fifth Harmony: ‘Acho que estamos bem agora’