Rede Globo e Regina Duarte rompem contrato de mais de 50 anos para atriz assumir Secretaria Especial de Cultura; Saiba detalhes

Regina Duarte encerrou oficialmente seu contrato de mais de 50 anos com a Rede Globo nesta sexta-feira (28). A informação foi divulgada pela emissora através de um comunicado que explica a decisão da atriz de assumir a Secretaria Especial de Cultura a convite do presidente Jair Bolsonaro.

“Deixar a TV Globo é como deixar a casa paterna. Aqui recebi carinho, ensinamentos e tive a oportunidade de interpretar personagens extraordinárias, reveladoras do DNA da mulher brasileira. Por mais de 50 anos sinto que pude viver, com a grande maioria do povo brasileiro, um caso de amor que, agora sei, é para sempre. E não existem palavras para expressar o tamanho da minha gratidão”, declarou Regina na nota.

Ela seguiu, desejando boa sorte em seus próximos passos. “Que Deus me ilumine para que eu possa agora, na Secretaria Especial de Cultura do Governo Bolsonaro, honrar meus aprendizados em benefício das artes e das expressões culturais da população do meu país”, finalizou.

Duarte estreou na Rede Globo em 1969, na novela “Véu de Noiva”. “Desde então, a atriz deu vida a papéis marcantes da teledramaturgia brasileira, como a artista plástica Simone em Selva de Pedra (1972). Por conta de suas personagens, Regina Duarte ganhou o apelido de ‘namoradinha do Brasil’ e também viveu o ícone da emancipação feminina do fim dos anos 1970, com a protagonista de Malu Mulher (1979)”, pontuou a emissora.

Regina como Helena em “Por Amor” (Foto: Reprodução/TV Globo)

A Globo ainda destacou a importância da atriz ter conquistado, por três vezes, o papel mais emblemático nas obras da Manoel Carlos: ela foi Helena em História de Amor (1995); Por Amor (1997); e Páginas da Vida (2006). Ao todo, foram 31 novelas, oito especiais e centenas de episódios em séries e minisséries.

Entenda a saída

Regina foi convidada para ser a Secretária Especial de Cultura no dia 17 de janeiro após a exoneração do titular, Roberto Alvim. Ela, então, entrou em uma fase de testes, definida como “noivado” pelo presidente e, por fim, aceitou o cargo no dia 29 de janeiro.

No mesmo dia, William Bonner anunciou no “Jornal Nacional”, que a Rede Globo estava em conversas para acertar o fim do contrato com a veterana do núcleo de dramaturgia. “Globo e Regina Duarte estão negociando o fim da relação contratual em função da decisão da atriz de aceitar o convite para ocupar a Secretaria Especial da Cultura”, comunicou o âncora.

A cerimônia de posse de Duarte na Secretaria Especial da Cultura está marcada para a próxima quarta-feira (4), às 11 horas. O evento ocorrerá no Palácio do Planalto e terá a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro.