Sonia Bridi

Sônia Bridi oferece ajuda para jovem que teve rosto tatuado pelo ex

Em entrevista, Tayane Caldas relatou os horrores que viveu nas mãos de Gabriel Henrique Alves Coelho

No último sábado (21), uma jovem de 18 anos teve o rosto tatuado à força com o nome do ex-namorado. Nesta segunda-feira (23), Sônia Bridi, jornalista da TV Globo, ofereceu ajuda para pagar a remoção da tatuagem, e a assistência jurídica. Ao programa “Cidade Alerta”, da Record TV, a vítima Tayane Caldas se pronunciou novamente sobre o ocorrido, apontando o que pretende fazer a partir de agora.

No Twitter, em uma publicação do portal Metrópoles que contava a história, o youtuber Peter Jordan pediu o contato da jovem para que pudesse auxiliar financeiramente o tratamento. Outro perfil respondeu, marcando jornalistas que poderiam ter a informação. Entre eles estava o nome de Bridi. “Não tenho o contato. Mas ajudo a pagar a remoção. E advogado para ajudar na acusação, se for preciso”, afirmou ela.

O caso aconteceu em Taubaté, no interior de São Paulo, e Gabriel Coelho, de 20 anos, foi detido por descumprir uma medida protetiva ao ter contato com a ex-namorada. Segundo Tayane, o rapaz não aceitou o fim do relacionamento e, por mais de uma vez, marcou o corpo da jovem com seu nome – a primeira vez no seio, a segunda na virilha e, desta vez, no rosto.

Nesta terça-feira (24), em entrevista ao “Cidade Alerta”, Tayane se emocionou ao relembrar as agressões. “É a única coisa que eu quero, tirar isso (a tatuagem) de mim. E nunca mais ouvir falar o nome dele”, afirmou.

“Gabriel amarrou meu braço e eu tentei reagir, mas quanto mais eu gritava, mais me batia. Ele falou: ‘Você vai continuar apanhando aqui até você morrer’. Enquanto me batia, ele começou a me estrangular. Quando percebeu que eu não tinha mais forças, ele meio que parou. Quando ele viu que não tinha acontecido nada comigo, me amarrou e foi fazer a tatuagem”, contou.

Continua depois da Publicidade

A jovem ainda relatou que teria sido obrigada a gravar um áudio, autorizando a sessão de tatuagem: “Ele fez eu deitar no sofá e gravar um áudio autorizando a tatuagem, para depois não dar problema. Enquanto ele fazia eu chorava, pedia para parar e ele continuava”.

Tayane contou que foi obrigada a dormir com o ex-namorado e, quando acordou, ficou assustada ao perceber o comportamento diferente de Gabriel. “Acordei com ele chorando e dizendo: ‘Me desculpa, pelo amor de Deus, olha o que eu fiz. Vai embora, porque se eu fiz isso, eu sou capaz de fazer muito pior’. Pra mim nada daquilo era verdade”, observou ela.

Tayane teve o rosto, seio e virilha tatuados com o nome de Gabriel Coelho. (Foto: Reprodução/G1)

Versão de Gabriel

Em entrevista ao G1, Tayane revelou ter sido sequestrada e mantida em cárcere ao longo do fim de semana. Na delegacia, o acusado relatou uma versão diferente da história. Às autoridades, Gabriel apresentou o vídeo no qual a jovem diz permitir a tatuagem e, com isso, alegou o consentimento da ex-namorada. A versão, no entanto, é investigada pela polícia.

Quando soube do sequestro da filha, Deborah Velloso tentou conversar com Gabriel. O rapaz, porém, a encaminhou um áudio afirmando que não adiantava pedir, que nada mudaria o que pretendia fazer. A mãe procurou a polícia e o jovem acabou preso. Coelho foi levado ao Centro de Detenção Provisória e o caso foi encaminhado à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM). Ele segue detido após passar por audiência de custódia, no domingo (22).