Tory Lanez é formalmente acusado de atirar em Megan Thee Stallion, e pode pegar até 22 anos de prisão; Rapper se manifesta sobre o ocorrido

O rapper Tory Lanez está sendo acusado oficialmente pelo Ministério Público de Los Angeles de atirar em Megan Thee Stallion. Segundo o The New York Times, Lanez enfrenta acusações de agressão com arma semiautomática e porte de arma não registrada em um veículo. Ele pode pegar até 22 anos e oito meses de prisão, caso seja condenado.

“Em 12 de julho, o réu e a vítima de 24 anos entraram em uma discussão enquanto dirigiam um SUV em Hollywood Hills. A vítima saiu do veículo e Peterson [Tory Lanez] é acusado de disparar várias vezes contra seus pés e feri-la”,  disse o gabinete do promotor em seu comunicado à imprensa.

Tory Lanez é acusado por incidente com Megan Thee Stallion. (Foto: Roy Rochlin/Getty Images)

Em julho, Megan revelou em suas redes sociais que havia sido baleada pouco antes da prisão de Tory Lanez. Na época, o músico foi detido por porte de arma e liberado após pagar fiança de US$ 35 mil (cerca de R$ 190 mil), segundo a a revista People.

Posteriormente, a rapper falou sobre o assunto em seu Instagram, desmentindo as notícias de que tinha sido presa junto com Lanez. “No domingo de manhã, sofri ferimentos de bala, como resultado de um crime que foi cometido contra mim com a intenção de me machucar fisicamente. Eu nunca fui presa, os policiais me levaram ao hospital, onde fui submetida a uma cirurgia para remover as balas. Era importante esclarecer os detalhes sobre essa noite traumática”, publicou. Ela também compartilhou imagens dos ferimentos em seus pés. 

Já em agosto, Megan usou a rede social novamente para dar mais detalhes, alegando que Lanez tinha sido o responsável. Ela disse que tentou protegê-lo da polícia naquela noite “Tory atirou em mim”, afirmou a artista em uma transmissão ao vivo. “Você atirou em mim e fez seu publicitário e seu pessoal irem a esses blogs mentir”, completou.

Tory Lanez se manifesta sobre acusações

Nesta sexta-feira (9), Tory Lanez se manifestou em seu Twitter sobre as acusações de agressão e declarou que “a verdade virá à tona”. “Tenho toda a fé em Deus para mostrar isso”, escreveu ele, que também agradeceu a seus apoiadores. “Amo todos os meus fãs e pessoas que permaneceram fiéis a mim e conhecem meu coração. Uma acusação não é uma condenação. Se você me apoiou ou apoiou Meg durante isto, eu realmente aprecio você”, acrescentou.

No mês passado, o artista lançou seu álbum, “Daystar”, no qual ele nega as acusações de Megan. O álbum de 17 faixas supostamente compartilha a versão dele dos eventos. “Eu nunca colocaria você em perigo”, disse Lanez na música de abertura, “e se o fizesse, você teria dito isso quando visse a polícia”.