Will + Jaden (Getty)

Will Smith revela pedido do filho Jaden que o deixou com o “coração em pedaços”: “Ele se sentiu traído”

Além de ser o protagonista do filme “King Richard“, papel que pode colocá-lo na briga pelo Oscar, Will Smith escreveu um livro de memórias que tem dado o que falar. Recentemente, em trechos da obra obtidos pela revista People, Will relembrou um momento com Jaden Smith que o deixou com o “coração em pedaços”: quando o filho pediu para ser emancipado, aos 15 anos de idade.

Segundo o astro, o pedido aconteceu logo após os dois estrelarem juntos o longa de ficção científica “Depois da Terra”, em 2013. Ele, então, atribuiu a solicitação do filho ao fracasso das bilheterias mundiais e às críticas direcionadas ao jovem por sua atuação na produção em família.

“‘Depois da Terra’ teve uma bilheteria abismal e foi um fracasso de crítica. E o que foi pior é que Jaden foi atingido. Os fãs e a imprensa foram absolutamente cruéis; eles disseram e publicaram coisas sobre Jaden que eu me recuso a repetir. Jaden tinha feito fielmente tudo o que eu o instruíra a fazer, e sem saber, eu o levei para o pior espancamento público que ele já experimentou”, lamentou.

O filme de 2013, dirigido por M. Night Shyamalan e co-produzido por Jada Pinkett Smith, é baseado na ideia original do próprio Will. Com um orçamento de US$ 130 milhões, o longa arrecadou apenas US$ 60 milhões nos Estados Unidos, além da classificação de apenas 11% no Rotten Tomatoes. Nas telas, pai e filho atuaram juntos pela primeira vez desde “À Procura da Felicidade”, de 2007, que rendeu a Will uma indicação ao Oscar de Melhor Ator.

Continua depois da Publicidade

“Nunca conversamos sobre isso, mas sei que ele se sentiu traído. Ele se sentiu enganado e perdeu a confiança no que eu dizia. Aos 15 anos, quando Jaden perguntou sobre ser emancipado, meu coração se partiu. Ele acabou decidindo contra isso, mas é uma pena sentir que você machucou seus filhos”, desabafou.

Will e Jaden protagonizaram juntos o longa "Depois da Terra". (Foto: Getty)
Will e Jaden protagonizaram juntos o longa “Depois da Terra”. (Foto: Getty)

No filme, Will Smith encarna o personagem Cypher, que embarca em uma viagem espacial ao lado do filho Kitai, interpretado por Jaden, mas uma chuva de asteroides leva a um pouso forçado na Terra, que não é habitada por humanos há mil anos. Após o pouso, o pai fica gravemente ferido e o filho precisa enfrentar desafios perigosos na busca de um sinalizador, única forma de conseguir voltar para casa. Assista ao trailer:

 

Will Smith revela que cogitou matar o pai

Na mesma obra, o astro de “Um maluco no pedaço” relatou ter cogitado matar o próprio pai como forma de vingança pelos traumas que desenvolveu na infância. Anteriormente, Smith já tinha comentado em entrevistas que seu ambiente familiar era bastante conturbado. Apesar de seu pai, Willard C. Smith Sênior, ter sido bom para ele e o apoiado, ele agredia a mãe do astro.

“Quando eu tinha nove anos, vi meu pai socar minha mãe na cabeça com tanta força que ela desmaiou. Eu a vi cuspir sangue. Aquele momento naquele quarto, provavelmente mais do que qualquer outro momento da minha vida, definiu quem eu sou. Dentro de tudo que fiz desde então — os prêmios e elogios, os holofotes e atenção, os personagens e as risadas — houve uma sutil série de desculpas à minha mãe por minha inércia naquele dia. Por falhar no momento. Por não ter enfrentado meu pai. Por ser um covarde”, detalhou o ator.

Will Smith (1)
Will Smith com o filho mais velho, Trey, e o pai Willard C. Smith. Foto: Reprodução

Os anos se passaram, e Willard foi diagnosticado com um câncer e ficou sob os cuidados do filho. Foi em um destes momentos, zelando pelo patriarca, que Will Smith enfrentou pensamentos sombrios ligados aos sentimentos de seu passado. “Uma noite, enquanto eu delicadamente o empurrava de seu quarto para o banheiro, uma escuridão surgiu dentro de mim. Quando criança, sempre disse a mim mesmo que um dia vingaria minha mãe. Que quando eu fosse grande o suficiente, quando fosse forte o suficiente, quando não fosse mais covarde, eu o mataria”, explicou.

“Fiz uma pausa no topo da escada. Eu poderia empurrá-lo para baixo e facilmente me safar. Sou Will Smith. Ninguém jamais acreditaria que eu matei meu pai de propósito. Sou um dos melhores atores do mundo. Minha ligação para a emergência seria do nível do Oscar. Conforme as décadas de dor, raiva e ressentimento passavam, eu balancei minha cabeça e levei meu pai para o banheiro. Graças a Deus somos julgados por nossas ações, não por nossas explosões internas impulsionadas por traumas”, filosofou Will Smith no trecho divulgado pela People.