Whatsapp Image 2021 07 11 At 18.37.52

Festa clandestina com Matheus & Kauan é interrompida por blitz, e músicos se manifestam; Convidada se revolta e confronta policiais: “Vai pra favela” – Assista

Uma festa clandestina com cerca de 500 pessoas foi interditada na madrugada deste domingo (11), durante ação da força-tarefa realizada pelo Comitê de Blitz, composto pela Polícia Civil e Militar, Guarda Civil Metropolitana, Vigilância Sanitária e Procon. O evento aconteceu em um escritório de advocacia nos Jardins, bairro nobre da capital paulista, e contou com a apresentação da dupla sertaneja Matheus & Kauan.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do estado, mais de 100 denúncias foram feitas sobre o local, que frequentemente promovia eventos ilegais com artistas famosos, sob garantia de que os convidados não seriam fiscalizados pela polícia. Para a celebração realizada no último final de semana, foram cobrados ingressos de até R$ 1,6 mil, informou o UOL.

Continua depois da Publicidade

Durante a abordagem, seguranças tentaram impedir a entrada de integrantes da Blitz, que mais tarde também foram hostilizados por convidados. Em vídeo publicado no Twitter pelo deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP), que acompanhou a operação, vemos a modelo e influenciadora Liziane Gutierrez gritando com agentes policiais. Exaltada e sem máscara, ela bradava: “Vai tomar conta de quem torra. Vai pra favela, car*lho! Vai pegar na favela. Vai tomar no c*”.

Drogas também foram encontradas durante a ação. “Um local que tinha que dar exemplo de não fazer festa infelizmente promove um evento desse tipo com quase 500 pessoas sem máscaras. Temos que ter consciência do que está acontecendo em São Paulo e no Brasil inteiro. Isso é um mau exemplo”, declarou Osvaldo Nico Gonçalves, diretor do Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas).

Ainda de acordo com a SSP, Alzira Scarabucci, responsável por locar o espaço da festa, foi levada a uma delegacia após ser autuada por infração de medida sanitária preventiva – a pena vai de um mês a um ano de prisão. “Eu loquei o espaço e fiz o evento, infelizmente às 23h eu não consegui tirar o pessoal”, informou à TV Globo. Também foram aplicadas multas por aglomeração e falta de uso de máscaras, segundo a emissora.

Modelo do vídeo se manifesta

Diante da grande repercussão do caso, Liziane Gutierrez quebrou o silêncio. Em uma publicação feita nos Stories do Instagram, a modelo informou que comentará o assunto “em breve”. “Agora não é o momento. Vou esperar as coisas se acalmarem um pouco pra não gerar mais polêmica”, avisou ela, que em seguida, alfinetou Alexandre Frota. “Porém, senhor Alexandre Frota, antes de apontar erros alheios, olhe para os seus”, escreveu.

Por fim, a influenciadora admitiu ter errado, mas alegou que o vídeo que viralizou na web teria sido retirado de contexto. “Eu sou sincera, sempre fui e sempre vou ser, tô mal com essa situação, por ter errado e por ter vídeos fora do contexto. Hoje, 19:00 vou fazer uma live e a gente conversa, deixem eu me explicar, depois vocês me criticam”, encerrou.

214331192 410222366918312 5229557546614413016 N
Modelo alega que o vídeo foi retirado de contexto. (Foto: Reprodução/Instagram)

Matheus e Kauan emitem comunicado

Quem também se manifestou sobre o caso foram Matheus e Kauan, que se apresentaram durante o evento. Em comunicado enviado à imprensa, a dupla informou que havia sido contratada para realizar presença VIP em uma “pequena confraternização entre familiares e amigos” no dia 10, mas que o acordo em questão foi descumprido.

“No ato da contratação foi afirmado pelo contratante que seriam seguidos todos os decretos que regulam concentração de pessoas, adotando protocolos de segurança e que não haveria venda de ingressos. O departamento jurídico que assessora os artistas adotará as medidas cabíveis relativo ao descumprimento do contrato”, diz a nota.

“Infelizmente, a parte Contratante não respeitou o pactuado, efetuando venda de ingressos sem nenhum comunicado e autorização, bem como também desrespeitou o acordado no que tange ao números de pessoas no local. Reiteramos que a dupla Matheus & Kauan, jamais participaria de uma festa clandestina”, encerrou. Mesmo diante dos descumprimentos, os sertanejos realizaram o show normalmente.

Confira a nota na íntegra:

“A dupla Matheus & Kauan foi contratada para realizar uma presença VIP no aniversário de Lucyana Villar, no dia 10 de julho de 2021 em uma pequena confraternização para familiares e amigos.

No ato da contratação foi afirmado pelo contratante que seriam seguidos todos os decretos que regulam concentração de pessoas, adotando protocolos de segurança e que não haveria venda de ingressos.

Registra-se que a dupla realizou o teste no dia e o mesmo teve como resultado ‘Não Reagente’.

Infelizmente a parte Contratante não respeitou o pactuado, efetuando venda de ingressos sem nenhum comunicado e autorização, bem como também desrespeitou o acordado no que tange ao números de pessoas no local.

CONFORME CLÁUSULA CONTRATUAL

‘Atender às exigências do Poder Público para realização de eventos, seja perante a Policia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros, Juizado de Menores, normas/exigências de acessibilidade, da Vigilância Sanitária, ECAD ou qualquer outro órgão similar privado, ou qualquer outra instituição, bem como arcar com os prejuízos oriundos da inobservância desta alínea, isentando em qualquer hipótese, a CONTRATADA’.

Reiteramos que a dupla Matheus & Kauan, jamais participaria de uma festa clandestina.

O departamento jurídico que assessora os artistas adotará as medidas cabíveis relativo ao descumprimento do contrato”.