Rihanna fala pela primeira vez sobre show no Super Bowl e reage a possível convidado especial: Estou nervosa!’; assista

A barbadiana ainda deu spoilers sobre uma possível participação mais do que especial no show

Ririro

Na semana passada, a internet parou por conta de um anúncio bastante esperado pelo público: Rihanna foi confirmada no show de intervalo do Super Bowl 2023. O evento, que garante a maior audiência televisiva do mundo, acontece em 12 de fevereiro do ano que vem e promete uma chuva de hits da diva. Nesta terça-feira (4), a artista revelou ao TMZ como se sente antes do grande dia.

Engana-se quem pensa que a barbadiana está totalmente tranquila em fazer o tão aguardado comeback. Enquanto acabava de fazer suas compras em um mercado de luxo em Los Angeles, esbanjando simpatia, Rihanna disse à repórter: “Eu estou nervosa… mas estou animada”. O evento marca o retorno da cantora aos palcos, afastada há 5 anos do cenário musical. Seu último álbum, “ANTI”, foi lançado em 2016 e entregou diversos sucessos como ‘Work’, em parceria com o rapper Drake, ‘Kiss It Better’ e ‘Love On The Brain’. Desde então, Rihanna apareceu em algumas colaborações musicais, mas nada tão grandioso.

Normalmente, os artistas principais do evento esportivo convidam outros nomes da indústria para participações especiais e memoráveis. Foi o caso de Madonna, em 2012, que chamou a rapper Nicki Minaj, o duo LMFAO que estava bombado na época, entre outros nomes. Beyoncé também entrou na tradição, convidando Kelly Rowland e Michelle Williams para um remember icônico do Destiny’s Child em 2013. Perguntada sobre uma possível colaboração especial de A$AP Rocky em seu próprio espetáculo, Rihanna desconversou: “Talvez, garota…“. Será que vem um feat do nosso casal por aí? Assista:

Anteriormente, Rihanna recusou o Super Bowl

O desejo da NFL de ter a dona dos hits ‘Umbrella’ e ‘Diamonds’ no show de intervalo do Super Bowl já é antigo. Em 2018, segundo o TMZ, a Liga de Futebol Americano chegou a convidar a cantora para performar, mas, recebeu um gigantesco ‘não’. A recusa se deu devido à controvérsia em torno do tratamento da NFL a Colin Kaepernick. O ex-quarterback da liga esportiva foi boicotado por se ajoelhar durante o hino nacional em protesto contra a brutalidade policial e a injustiça social.

Continua depois da Publicidade

“Eu não poderia ousar fazer isso. Para que? Quem ganha com isso? Não o meu povo. Eu simplesmente não poderia trair uma causa. Eu não poderia ser uma facilitadora”, disse Rihanna à Vogue em 2019. “Há coisas dentro dessa organização com as quais eu não concordo, e eu não estava disposta a servir a eles de forma alguma”, completou a artista. Na ocasião, o show foi apresentado pela banda de pop rock de Adam Levine, Maroon 5, com os convidados especiais Big Boi e Travis Scott.

Rihanna promete fazer um show inesquecível no intervalo do Super Bowl 2023 (Foto: Getty)
Rihanna promete fazer um show inesquecível no intervalo do Super Bowl 2023 (Foto: Getty)

Ainda não sabemos o motivo da mudança de ideia da cantora, porém, vindo de alguém que é uma mulher preta e oferece uma grande representatividade, seja pelas maquiagens inclusivas, pelos discursos ou pela própria vivência, podemos esperar um show épico e consciente. Vem, Riri!

Siga a Hugo Gloss no Google News e acompanhe nossos destaques