Fotojet (5)

Anitta aponta por que participantes do “BBB22” estão evitando conflitos, e revela para quem vai sua torcida; confira

Nas redes, a cantora disse entender o motivo dos participantes evitarem conflitos

Desde que Naiara Azevedo ameaçou desistir do “BBB 22“, muito se falou dentro da casa sobre fazer um “jogo do amor”, evitando conflitos e grandes problemas. Aqui fora, entretanto, internautas não se animaram muito com a ideia. Anitta, por sua vez, disse entender o motivo dos confinados não quererem se arriscar por medo do famoso “cancelamento”.

“É muito fácil entender o que tá acontecendo no ‘BBB’. Todas as pessoas viram o linchamento que acontece aqui fora quando alguém erra lá dentro. Está todo mundo com medo disso. Um milhão e meio de reais não tem mais o valor de compra de antigamente. Esse valor já teria que estar o dobro pra alguém poder tacar o f*da-se pra se arriscar ser ganhador. Ninguém tá contando com o dinheiro do prêmio. Tá contando com as oportunidades aqui fora, logo, não quer ser odiado”, argumentou.

Continua depois da Publicidade

A cantora ainda disse achar necessário engavetar a ideia de que ver pessoas passando por cima das outras é divertido. “E outra, acho que a produção nada mais fez do que escutar o público reclamando do quão pesada foi a edição passada e resolveu colocar pessoas mais leves no casting. Pelas que eu conheço bem no casting, são pessoas super leves e ótimas de se conviver e tô achando ótimo desacostumar o público de pensar que ver gente ruim passando por cima do outro e entrando em atrito é entretenimento”, frisou.

Na sequência, a garota do Rio aproveitou para declarar para quem vai sua torcida no reality: “Para Linn, porque queria uma travesti vencedora, além de curtir bem a personalidade dela. Mas meu palpite também vai para o Douglas, Tiago, Scooby, Jade e Bárbara”.

Nitta
(Foto: Reprodução/Twitter)

O cantor Johnny Hooker, por outro lado, defendeu que o público não espera ver comportamentos tóxicos nas telinhas, mas espera certas intrigas que movimentem o jogo. “Não é que a audiência queira um ‘BBB’ tóxico, é que nesse ponto de qualquer narrativa clássica de ficção, a gente geralmente é apresentado ao CONFLITO da história, pode ser um amor proibido, alguém que trai, intrigas, algo escondido que vem a tona”, comentou. Saudades das brigas por feijão, não é mesmo?!

Johnny
(Foto: Reprodução/Twitter)