BBB22: Natália dá declaração problemática sobre escravidão, e é criticada nas redes; assista

Participante tentou “justificar” a escravidão, e personalidades como Paula Lima, Thiago Amparo e Ingrid Silva se manifestaram

A primeira noite do ‘BBB22‘ não foi isenta de controvérsias. Em bate-papo entre os brothers, na madrugada de hoje (18), o racismo entrou em pauta e a modelo Natália Deodato deu uma série de declarações problemáticas. Figurando entre os participantes que mais comentaram o assunto na roda, a mineira afirmou que, fora do Brasil, o racismo é pior. Na sequência, ela chocou ao tentar “justificar” a escravidão.

“Sou preta e vim como escravo sim. Por quê? Porque a gente era eficiente. Por quê? Porque a gente era forte. Por que a gente viveu como escravo? Porque a gente era bom. Por isso, porque talvez se colocassem uma pessoa lá, não conseguiria”, começou Natália, em tom animado. “Quando falarem: ‘Você é preto’, responde: ‘Sou sim, sou preta mesmo!'”, acrescentou a participante.

A declaração deixou um certo climão entre os brothers, que se entreolharam na mesa, mas não chegaram a lhe responder. O discurso, no entanto, não demorou a repercutir na web, com internautas criticando a postura da sister e rebatendo a triste fala. “É preciso consciência e educação. Sem isso, infelizmente ficaremos angustiados vendo uma pessoa preta em rede nacional falando essa atrocidade. Que gosto amargo”, escreveu a cantora Paula Lima, na página do Instagram “Mundo Negro”.

Natália está bem errada. Isto é um desserviço, pra dizer o mínimo. Não é pela eficiência. É por escravos terem sido considerados menos do que humanos e por escravos terem sido o pilar de um sistema econômico baseado em sua mão de obra explorada. Aliás, a ideia de “força” e “eficiência” de escravos já é em si produto de teorias raciais que associavam negros/as a animais. Natália reproduziu esta ideia“, detalhou o professor de direito Thiago Amparo no Twitter.

Também teria aí uma crítica velada aos povos tradicionais, Thiago? Me parece uma fala alinhada à ideia de que indígenas seriam “preguiçosos” e por isso portugueses recorreram a outras “forças de trabalho“”, pontuou ainda a repórter Flávia Said, do Metrópoles. A bailarina Ingrid Silva também se indignou. “Eu não queria ter ouvido isso“, publicou ela com o vídeo da participante.

Já o humorista Paulo Vieira analisou a omissão dos demais brothers, relembrando como Lumena Aleluia perdeu a mão em seus posicionamentos na temporada passada do reality. “Ninguém falou nada porque a militância foi ridicularizada na última edição” observou o ator, que terá um quadro no BBB22.

Continua depois da Publicidade

No Twitter, a declaração também chamou atenção e rendeu um espaço para o nome de Natália nos “Trending Topics” da rede na manhã desta terça-feira. Confira mais reações:

Continua depois da Publicidade

Continua depois da Publicidade