Bbb22 Thelma Natalia

BBB22: Thelma defende Natália após crise de choro e fala sobre rejeição: “Sofri muito isso”; assista

A campeã do “BBB 20” se solidarizou com a reação de Natália, e falou sobre o tratamento dado a mulheres negras

A reação de Natália ao beijo de Lucas e Eslovênia deu o que falar não só no “BBB 22”, mas também fora da casa. Na tarde de hoje (27), Thelma Assis, campeã do “BBB 20”, se manifestou sobre o caso. A médica disse entender o sentimento vivido pela sister, relembrando experiências em que também se sentiu rejeitada.

Em uma série de Stories no Instagram, Thelma argumentou: “Eu me solidarizo com Natália porque realmente a gente como mulher, várias vezes, é rejeitada, sim. Como mulher preta, mais ainda. A gente nunca é tida como padrão de beleza. Agora, de uns tempos para cá, que a gente está se mostrando cada vez mais e falando ‘meu cabelo é bonito, sim’. Mas antes eu não me sentia assim. Na época lá de trás, da adolescência”.

Continua depois da Publicidade

Thelminha mencionou como o caso de Natália parecia ressoar ainda mais com as suas próprias experiências, levando em conta o período em que cursava medicina. “Na adolescência eu ficava tentando me mudar, me achava horrorosa, porque só as meninas brancas do colégio eram bonitas. Ontem bateu um gatilho muito grande em mim porque Lucas é estudante de medicina. Não dá para generalizar, mas eu sofri muito isso também, estudando medicina. Muita gente quer tirar casquinha da mulher preta, mas pegar na mão e assumir relacionamento, bem? Assume não”, acrescentou.

Thelminha4
Thelminha mostrou empatia por Natália e disse já ter se sentido rejeitada. (Foto: Reprodução/Instagram)

A anestesiologista avaliou que Natália teria agido de tal forma por já ter sofrido com muita rejeição. “Isso que a Natália viveu, certeza que despertou gatilho em muita gente. Ela deve ter levado muitos gatilhos de rejeição para o BBB. Só pra dizer que já passei por isso também”, relatou Thelminha. “Mulherada fala: ‘Nossa mas faz só uma semana que começou no BBB’. Gente, uma semana é equivalente a um mês. Um mês é equivalente a um ano. É um negócio muito doido, porque é intenso. Ela acabou de voltar de um paredão, então ela já tava se sentindo rejeitada”.

Continua depois da Publicidade

Thelma não defendeu alguns posicionamentos de Natália na casa, mas disse que a jornada de autoconhecimento da jovem poderá ajudá-la a entender melhor as coisas. “A Natália é novinha. Algumas falas que ela teve de meio que romantizar a escravidão, muitas coisa ali, muitas vezes nem ela se reconheceu mesmo. O reality é uma oportunidade de autoconhecimento. Então, acho que ela vai poder refletir sobre isso, se valorizar cada vez mais”, observou ela.

“Não que ela esteja certa com algumas falas que ela teve lá dentro, de negar o Dia da Consciência [Negra]… Mas a partir do momento em que você se reconhece [como mulher negra], você vai atrás das suas origens, entender mais. Agora eu consigo tentar ser cada vez mais empática”, observou a vitoriosa do reality show.

“Só depois de muito tempo eu comecei a me valorizar. Virar pro macho e falar: ‘É, não quer não? Também não te quero. Sou casquinha sua, você também é casquinha minha’. Quando eu estava no fervo, encontrei o amor da minha vida, que me valorizou”, finalizou Thelma. Assista:

Continua depois da Publicidade

Na manhã desta quinta (27), Natália revelou o verdadeiro motivo por trás de seu descontrole. A modelo reforçou que a mágoa não foi causada apenas pela ficada da rival Eslovênia com Lucas, mas também por diversas outras circunstâncias do jogo, incluindo o retorno do paredão. “Fiquei meio triste pelo Rô [Rodrigo], me senti traída por algumas coisas. Foi muita coisa, muito sentimento. Não teve um em si, teve vários sentimentos”, confessou.