Maxresdefault

Sincerona! Paola Carosella revela os três motivos por trás de sua saída do MasterChef Brasil: ‘Seria muito ruim se eu ficasse’

Sincerona ela! Em entrevista à Veja, publicada nesta sexta (14), a chef queridinha da internet, Paola Carosella, revelou finalmente o verdadeiro motivo de ter deixado o elenco de jurados do MasterChef Brasil em janeiro deste ano. “Três coisas me fizeram tomar a decisão. A primeira, entendia que os restaurantes iam me necessitar muito. Era fazer o MasterChef ou continuar remando para tocar e manter o Arturito. O La Guapa é diferente porque a locomotora é o Benny [Goldenberg, seu sócio]“, contou.

Ainda segundo Paola, o desejo de passar mais tempo com a família e de enfrentar novos desafios profissionalmente também influenciou na saída. “O segundo e mais importante motivo foi a família. Cresci num ambiente tão solitário e para mim ser uma mãe presente tornou-se a prioridade”, compartilhou.

“A terceira coisa é que, assim como os dois primeiros anos do programa foram muito desafiantes, o terceiro, o quarto e o quinto, deliciosos, senti que tinha o risco de entrar no piloto automático, de parar de me surpreender. Seria muito ruim se eu ficasse” , avaliou.

Carosella integrava o time de jurados desde a estreia do MasterChef aqui no Brasil, em 2014, ao lado de Erick Jacquin e Henrique Fogaça. Sua última participação foi na sétima temporada, em 2020, antes do anúncio de sua partida. O desligamento repercutiu bastante na mídia, situação que divertiu Paola. “Vários desses veículos [de fofoca] me ligaram e disseram: ‘Conta para a gente o babado da sua saída’. Babado o quê? Nem respondia”, relatou a chef, aos risos.

Masterchef2 1050x580
Carosella integrou o time de jurados especialistas do MasterChef desde 2014, ao lado de Erick Jacquin e Henrique Fogaça. (Foto: Reprodução/Band)

Continua depois da Publicidade

Relação com as redes sociais

Sua grande e pungente presença na internet, com comentários sobre a situação social e política do país, também pautou o papo com a Veja. Sobre o assunto, Paola revelou que mesmo recebendo apoio e muitas mensagens carinhosas de internautas, ela também se surpreende com os comentários xenofóbicos. “Me mandar embora é a menor de todas as coisas. ‘Esse traveco tem de morrer’ é uma das coisas horríveis que escreveram e mostra a miséria humana”, lamentou.

Em tempo, a expert em gastronomia deu início à papelada para sua naturalização no Brasil. “Começamos o processo em 2019. Aí veio a pandemia, os documentos venceram e um não chegou. Em março, entregamos a documentação completa”, contou. Um dos motivos para a decisão? “Quero votar”, disparou a chef. Dia difícil para os haters! Kkk

Ainda de acordo com a ex-MasterChef, seu relacionamento com as redes sociais é ambíguo. “Às vezes, estou muito revoltada e vou lá e falo uma coisa. Aí depois vejo o que volta. De onde vem tanta raiva, de onde vem tanto ódio? Sei que eu tenho uma voz, que as pessoas me seguem e me escutam”, explicou. Questionada pelo veículo sobre com quem ela não dividiria a mesa, Carosella foi sucinta: “Jair Bolsonaro”. Errada não está!

Continua depois da Publicidade

O papo acabou com uma discussão sobre seus próximos planos, que incluem investir em seu canal do YouTube e, surpreendentemente, aprender a cantar. Sobre as especulações de uma ida para a TV Globo ou para o canal pago GNT, a chef revelou: “Não tem nada nesse sentido”. Ficamos no aguardo dos próximos capítulos, Paola!