Header (7)

Colega de atores mortos em gravações de série da Netflix faz sérias acusações contra a empresa e pede justiça: ‘Todo mundo sabia’

Raymundo Garduño Cruz e Juan Francisco González Aguilar faleceram em um acidente de van na última quinta (16), na produção de série da Netflix

Um colega dos dois atores da Netflix que morreram na quinta-feira (16) acusou a empresa de ter colocado-os em risco na ocasião. Em um post no Facebook, neste sábado (18), Rick Zazueta afirmou que a gigante dos streamings não teria fornecido equipamentos adequados para o transporte dos profissionais em boas condições. Raymundo Garduño Cruz e Juan Francisco González Aguilar faleceram em um acidente de van no México. No momento, eles estavam a trabalho para a Netflix.

O amigo escreveu um longo texto com várias críticas à Netflix e ao produtor e diretor da série. “Este é um pedido de justiça por essas mortes. Este não foi um acidente comum, o elenco estava reclamando abertamente sobre os problemas logísticos e de transporte enfrentados nesta produção, chamando-a de ilógica, irracional, ignorante e estúpida”, começou.

“As condições da van eram completamente inadequadas para o transporte de pessoas; pneus desgastados, freios barulhentos, volante solto, nem todos os cintos de segurança funcionando, sinais de perigo facilmente identificáveis. Mas, o show deve continuar”, detalhou, indignado.

Continua depois da Publicidade

Ele explicou ainda que outros atores de Hollywood foram chamados para participar da produção, mas declinaram o convite porque a produtora ofereceu pagar menos de um terço do padrão mínimo. “Então, eles (Netflix) seguiram para o sul da fronteira e recrutaram talentos locais e trabalhadores por menos ainda”, pontuou. “O produtor Stacy Perskie e o diretor Everardo Gout são os culpados diretos”, acusou.

Rick Zazueta revelou também que o local escolhido para as gravações é de difícil acesso, e que a produção não teve zelo com este fator. “Imagine mover as pessoas por capricho sem conhecimento local experiente da área. É desrespeitoso com a terra, é desrespeitoso com as pessoas que trabalham e é uma vergonha para a indústria cinematográfica como um todo”, argumentou. Segundo a revista Variety, os atores estavam se deslocando para um aeroporto próximo com a equipe da série quando o acidente ocorreu.

Ele afirmou que a produtora estava ciente que as gravações naquele local eram perigosas: “Todo mundo sabia que algo estava seriamente errado com logística e transporte, havia conversas em todo o set. Não apenas os atores, mas a equipe, e especialmente [Stacy] Perskie e [Everardo] Gout, sabiam que isso era um problema, mas eles eram muquiranas e egoístas, e seu egoísmo custou caro. Paco Mufote (Juan Francisco Gonzalez Aguilar) e Ray Garduño pagaram com suas vidas”.

220620 Fvrvmsmwaaeqeog
Raymundo Garduño Cruz e Juan Francisco González Aguilar faleceram durante a produção de “The Chosen One”. (Foto: Reprodução)

“A Netflix não se importa. Tantas perguntas que não deixaremos sem resposta. Onde estão as seguradoras? Por que eles pediram ao diretor de elenco para ligar para as famílias dos falecidos? Por que não existem protocolos para tragédias? Melhor ainda, por que não existem protocolos para evitá-las?”, questionou. Rick ainda alegou que a equipe, incluindo Raymundo e Ruan, estava sob contratos com falhas trabalhistas.

“Suas mortes são uma tragédia. Não apenas pelo roubo desses talentos, mas principalmente porque essas mortes têm culpados… Os atores não param de reclamar do quão mal estão sendo tratados especificamente em termos de transporte e logística… painéis com pneus escorregadios, motoristas cansados ​​e sobrecarregados — os atores sendo transportados como gado para economizar alguns pesos”, reforçou.

“Precisamos saber o que está acontecendo, estamos famintos pela verdade. É preciso que haja justiça, é preciso que haja pessoas na prisão e essas pessoas tenham nome e sobrenome. Paco Mufote (Juan Francisco Gonzalez Aguilar) e Ray Garduño merecem mais do que o nosso respeito, merecem um compromisso com a justiça”, finalizou. Veja o post na íntegra:

Header (5)
Rick Zazueta faz apelo para que Netflix se responsabilize pela morte de atores. (Foto: Reprodução)

No domingo (19), o escritor publicou mais um texto pedindo responsabilização da empresa. “A Netflix também tem sangue nas mãos, a empresa multimilionária optou por trabalhar fora do sindicato dos atores. Eles poderiam emitir uma declaração pelo menos”, completou.

A Netflix ainda não se pronunciou sobre o acidente. A Secretaria de Cultura de Baja California Sur lamentou as mortes dos atores, considerados peças-chave para a promoção da cultura local.

O acidente trágico

Raymundo Garduño Cruz e Juan Francisco González Aguilar morreram durante as gravações da série “The Chosen One”, da Netflix. De acordo com informações do The Washington Post, as vítimas viajavam de van na última quinta-feira (16) quando o acidente aconteceu no México.

O veículo seguia em uma estrada deserta perto de Mulege, na península de Baja California Sur, quando saiu da pista e capotou. Paramédicos chegaram a ser enviados para o acidente, no entanto, já se depararam com os dois rapazes sem vida. Dois outros membros do elenco e quatro integrantes da equipe de produção ficaram feridos, mas estão estáveis, de acordo com a revista Variety.

Captura De Tela 2022 06 18 Às 19.06.23
Cartaz da Secretaria de Cultura da Baja California lamenta a morte dos artistas (Foto: Divulgação)

“The Chosen One” é inspirado na HQ de Mark Millar e Peter Gross e conta a história de um garoto de 12 anos que volta à Terra como Jesus Cristo com o objetivo de salvar a humanidade. A produção estava sendo filmada no México, nas proximidades de Santa Rosalia, cidade localizada a cerca de 50 minutos do local do acidente.