Aviao Brasileiros Argentina

Avião com três brasileiros desaparece na Argentina; equipamento de emergência não foi ativado

Antônio Carlos Castro Ramos, Mário Pinho e Gian Carlos Nercolini estavam a bordo da aeronave, segundo familiares

Um avião de pequeno porte desapareceu na tarde desta quarta-feira (6), no sul da Argentina, com três brasileiros a bordo. De acordo com o G1, a aeronave pertence a Antônio Carlos Castro Ramos, um empresário de construção civil de Florianópolis. Segundo os familiares, ele estava acompanhado do advogado Mário Pinho e o médico Gian Carlos Nercolini.

“Os três tripulantes do avião são amigos. Todos têm seus próprios aviões e são pilotos experientes”, contou Adriana Althoff, prima da esposa de Mário Pinho. No final de semana, eles teriam participado de um show aéreo em Comodoro Rivadavia, cidade na província argentina de Chubut. Já nesta quarta, a aeronave decolou do aeroporto de El Calafate, na Patagônia, com destino a Trelew. Contudo, durante o meio do percurso, o avião parou de se comunicar com a base aérea do país.

Aviao Brasileiros Argentina1
Três brasileiros estavam a bordo da aeronave que desapareceu na Argentina. (Foto: Reprodução)

Continua depois da Publicidade

A região em que o avião desapareceu foi tomada por fortes tempestades nesta quarta-feira, de acordo com o Clarín. O jornal argentino apontou que as chuvas rapidamente ultrapassaram os 40 milímetros durante o dia. A Agência Nacional de Aviação Civil Brasileira (Anac), por sua vez, informou que a aeronave não estava autorizada a fazer o chamado voo por instrumentos, que ajuda no mau tempo. Ela apenas poderia fazer o voo visual, que é quando o piloto tem a completa visualização do que está do lado de fora.

A Empresa Argentina de Navegação Aérea (EANA) informou que o avião desaparecido tem a matrícula PP-ZRT, número que, segundo a Anac, corresponde ao modelo RV-10 que pertence ao empresário catarinense. As buscas retornaram nesta quinta-feira (7). A família de Toninho, como é conhecido o dono da aeronave, deixou Florianópolis para acompanhar o processo na Argentina.

Continua depois da Publicidade

Localizador de emergência não foi ativado

A EANA também informou que, até então, o avião não ativou um equipamento que é acionado pelo impacto de uma queda ou que pode ser ativado manualmente pelo piloto. O ELT, um transmissor localizador de emergência, auxiliaria na localização da aeronave em caso de acidente.

Aviao Brasileiros Argentina2 Wagner M Eduardo Jetphotos
A aeronave desaparecida tem a mesma matrícula do avião do empresário de Florianópolis, PP-ZRT. (Foto: Wagner M. Eduardo/ Jetphotos)

O equipamento tem seu uso requisitado pela Anac e transmite sinais que podem ser capturados por alguma base aérea, algo que que ajuda muito em casos de busca e resgate. Entretanto, ainda não há sinal de que o ELT tenha sido ativado.